ASSINE

Festa de São Pedro: pescadores mantêm tradição de quase um século no ES

Após dois anos sem programação presencial, por conta da pandemia do Covid-19, a tradicional festa está de volta no Espírito Santo

Tempo de leitura: 5min
Vitória
Publicado em 29/06/2022 às 11h31
Procissão marítima de São Pedro de 2019: tradição interrompida em 2020 por causa da pandemia
Procissão marítima de São Pedro em 2019: tradição interrompida por dois anos devido à pandemia vai ser retomada. Crédito: Álvaro Martins/G1

Após dois anos sem programação por conta da pandemia da Covid-19, a tradicional festa de São Pedro está de volta ao Espírito Santo. Alguns municípios, como VitóriaSerra e Anchieta, celebram a data com procissão marítima, quadrilhas e shows em homenagem ao santo protetor dos pescadores. Por trás das comemorações, uma tradição de quase um século no Estado.

É o caso de Vitória, que prepara a 94º edição da festa. O pescador português Belmiro Rodrigues da Silva, um dos primeiros moradores da Praia do Suá, trouxe de sua terra natal a memória afetiva das celebrações e, com a família e amigos, deu início à tradição em solo capixaba.  

"Pescador tem que ter fé". É assim que Álvaro Martins da Silva explica a devoção dos pescadores a São Pedro. Filho de um dos fundadores, Alvinho, como é conhecido, também é presidente da Colônia de Pescadores da Capital. Para ele, a festa representa muito mais do que uma comemoração.

"É um momento de união, fé, tradição e alegria. Passamos muitas dificuldades durante a pandemia", diz ele, acrescentando que, ainda hoje, há muitos barcos parados porque o preço do diesel está elevado e o custo pesa no bolso dos pescadores. 

Alvinho, que esta há 40 anos à frente da organização da festa, conta que o tradicional percurso da procissão marítima no começo era feito por barcos a remo e, apenas a partir da década de 1970, começou a participação das embarcações a motor.

"Barco a motor era muito difícil de ter. O percurso também era pequeno por causa disso. Mas os barcos sempre ficaram enfeitados em homenagem ao santo", pontua.

Álvaro Martins da Silva, presidente da colônia dos pescadores de Vitória
Álvaro Martins da Silva, o Alvinho, explica a devoção dos pescadores a São Pedro. Crédito: Fernando Madeira

O trajeto pode ser visto ao longo da Avenida Beira-Mar e é acompanhado por música e fogos de artifício. A procissão termina com a benção dos anzóis, que é realizada em alto-mar.

Álvaro Martins da Silva

presidente da Colônia de Pescadores de Vitória

"Na benção do anzol, o pescador mais antigo em atividade da colônia lança ao mar a linha do anzol. É uma missa pequena, de no máximo três minutos, em que o padre faz a benção e os presentes fazem pedidos a São Pedro."

Procissões marítimas em homenagem a São Pedro

Procissão marítma de São Pedro na Baía de Vitória
Procissão marítma de São Pedro na Baía de Vitória . Gildo Loyola/ Arquivo AG
Procissão marítma de São Pedro na Baía de Vitória, em 1994
undefined. Gildo Loyola/ Arquivo AG
Procissão marítma em homenagem a São Pedro na Baía de Vitória em 2004
undefined. Gabriel Lordêllo/ Arquivo AG
Procissão em homenagem a São Pedro em Vitória, em 2008
undefined. Gabriel Lordêllo/ Arquivo AG
Procissão marítma em homenagem a São Pedro na Baía de Vitória em 2004
undefined. Gabriel Lordêllo/ Arquivo AG
Procissão marítma em homenagem a São Pedro na Baía de Vitória em 20011
undefined. Nestor Muller/ Arquivo AG
Procissão marítma em homenagem a São Pedro na Baía de Vitória em 2011
undefined. Nestor Muller/ Arquivo AG
Procissão marítma em homenagem a São Pedro na Baía de Vitória em 2012
undefined. Bernardo Coutinho/ Arquivo AG
Procissão marítma em homenagem a São Pedro na Baía de Vitória em 2012
undefined. Bernardo Coutinho/ Arquivo AG
Procissão marítma em homenagem a São Pedro na Baía de Vitória em 2013
undefined. Bernardo Coutinho/ Arquivo AG
Marinheiros carregam imagem de São Pedro durante procissão em Vitória, em 2017
undefined. Bernardo Coutinho/ Arquivo AG
Procissão marítma em homenagem a São Pedro na Baía de Vitória em 2017
undefined. Bernardo Coutinho/ Arquivo AG
undefined
undefined
undefined
undefined
undefined
undefined
undefined
undefined
undefined
undefined
undefined
undefined

A procissão marítima também é destaque na festa no município de Anchieta, no Sul do Estado, onde na década de 1980 ganhou mais adeptos e se tornou um evento grandioso abraçado por toda a comunidade.

Os barcos são enfeitados antes da partida ao mar com bandeirolas, flores e outros adornos confeccionados artesanalmente pelas famílias dos pescadores. O percurso marítimo reúne centenas de pessoas.

A tradição do mar continua em terra firme com a chegada das embarcações ao porto, onde se inicia uma procissão a pé com a imagem do santo dos pescadores. Na sequência, os devotos seguem até a igreja São Pedro, no centro da cidade, onde é realizada uma missa campal na praça que leva o nome do padroeiro.

Na Serra, o balneário de Jacaraípe sedia o tradicional evento, cujo ponto alto acontece com a Puxada e Fincada do Mastro, que fazem parte das tradições do Ciclo Folclórico da Cortada do Mastro. Nele é escolhido um tronco da madeira guanandi, típica de brejos, para simbolizar o mastro de um navio.

A Puxada e Fincada do Mastro é uma grande procissão em que o navio e um tronco de madeira são levados pelas ruas do balneário, acompanhados de bandas de congo. Ao final, o tronco enfeitado com a bandeira do santo é fincado em frente à Igreja Matriz de São Pedro e a Derrubada do Mastro encerra a tradicional festa religiosa.

Para celebrar o santo, haverá programação religiosa e festiva nos municípios. Em Vitória, a sexta (1º) e o sábado (2) serão marcados por shows na Praça do Papa. Já no domingo, às 10 horas sairá a tradicional procissão marítima sai da praça em direção à Ilha do Príncipe. É prevista a participação de 100 embarcações. Confira a programação das cidades:

PROGRAMAÇÃO

VITÓRIA (Praça do Papa)

  • 1º/07 - Sexta
  • 20h - Reder Matos
  • 22h - Alemão do Forró 

  • 2/07 - Sábado
  • 17h - Desfile de Quadrilhas Juninas de diferentes comunidades de Vitória
  • 20h - Taiana França
  • 22h - Rodrigo Balla
  • 00h - João Lucas e Marcelo

  • 3/07 - Domingo 
  • 10h - Tradicional procissão marítima de São Pedro. A saída será na Praça do Papa em direção à Ilha do Príncipe

SERRA (Igreja São Pedro, em Castelândia)

29/06 (Quarta-feira) 

  • 19h- Missa com Padre Jorge Campos Ramos
  • 21h - Show musical católico com a Banda Adventus
  • 22h - Show da Banda Rosa de Saron
1º/07 (Sexta-feira) 
  • 19h - Missa com Padre Reuber Côgo Daltio
  • 21h - Show musical com Laion
2/07 (Sábado) 
  • 15h - Descida do navio com saída da igreja 
  • 19h – Missa com Padre Antônio Peroni Filho
  • 21h  – Show musical com a Banda Casaca
3/07 (Domingo) 
  • 7h30min - Procissão de São Pedro com saída da Praça Encontro das Águas, em Jacaraípe
  • 8h - Missa com padre Antônio Peroni Filho
  • 18h - Abertura das barraquinhas com comidas típicas no pátio
  • 20h - Fincada do Mastro com show pirotécnico no pátio 
  • 21h - Show da Banda Luiz Massa

ANCHIETA

29/06 (Quarta-feira)

  • 09h30 - Entrega das cadernetas aos pescadores aprovados no Curso Aquaviários pela Marinha -Praça São Pedro.
  • 15h30 - Procissão Marítima com concentração às 13h30min no Porto de Cima, AMPA/Colônia. Após, Procissão Terrestre até a Igreja de São Pedro.
  • 17h30 - Missa Solene em Honra a São Pedro. * Apresentações: Coral Infantil, dança da fita, rifa de 01 bicicleta, sorteio de 01 caiaque, 01 bicicleta e brindes para pescadores que participarem da Procissão Marítima.
30/06 (Quinta-feira)
  • 08h às 15h: Dia D de "Saúde do Pescador” na Praça dos Imigrantes, ao lado do Mercado Municipal. Serviços a serem ofertados: aferição de pressão e glicose, testagem rápida junto ao CTA (Centro de Teste e Aconselhamento), vacinação (todas), teste rápido de Covid-19, atendimento médico, avaliação odontológica, ação de saúde do trabalhador, acuidade visual e fundo de olho. Haverá apresentação de Luiz Show durante a ação.
1º/07 (Sexta-feira) - Praça São Pedro
  • 20h30 - Abertura com Homenagem aos ‘Pescadores Ausentes’
  • 21h - Show da Banda Prateados
  • 23h - Show da Banda Trio Forrozão
02/07 (Sábado) -  Praça São Pedro
  • 21h - Show da Banda Tropical Brasil
  • 23h - Show da Banda Comichão
03/07 (Domingo) -  Praça São Pedro
  • 14h - Show Grupo de Pagode Sambasoul
  • 16h - Show da Dupla João Victor e Vinícius

Este vídeo pode te interessar

Veja também

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.