ASSINE

Ex-prefeito João Coser volta a respirar com auxílio de cateter com oxigênio

Segundo informações da família repassadas pela assessoria de imprensa nesta sexta-feira (10), Coser está com 50% dos pulmões comprometidos e usa um cateter nasal

Publicado em 10/09/2021 às 14h43
Atualizado em 12/09/2021 às 14h57
João Coser, candidato a prefeito de Vitória pelo Partido dos Trabalhadores no debate promovido pelo site A Gazeta e pela rádio CBN
João Coser, candidato a prefeito de Vitória pelo Partido dos Trabalhadores no debate promovido pelo site A Gazeta e pela rádio CBN. Crédito: Vitor Jubini

Após apresentar melhora e ter alta da da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o ex-prefeito de Vitória, João Coser (PT), que está internado em um hospital na Capital por conta da Covid-19, voltou a respirar com auxílio de aparelhos. Ele faz uso de um cateter nasal, uma espécie de tubo com oxigênio. A equipe médica informou à família que os exames mostraram uma infecção bacteriana pulmonar ainda em consequência da doença.

De acordo com informações da família repassadas pela assessoria de imprensa nesta sexta-feira (10), Coser está com 50% dos pulmões comprometidos, o quadro exige atenção. Ele segue internado, no quatro, sendo monitorado e medicado com antibiótico.

"A família segue em oração e agradece todo carinho recebido."

O ex-prefeito foi internado em um hospital da Capital na noite da quarta-feira (1º), após testar positivo para o coronavírus. Ele procurou atendimento após sentir os primeiros sintomas e optou pela internação para um maior controle sobre a doença. Na data, segundo informações da equipe médica, a saturação do ex-chefe do Executivo da Capital estava controlada e seus pulmões apresentavam pouquíssimo comprometimento.

João Coser, que está com 65 anos, já tomou as duas doses da vacina contra o Covid-19 e chegou a ressaltar, via assessoria de imprensa, "a importância da vacinação, assim como da necessidade dos cuidados recomendados pelas autoridades sanitárias".

Coser foi prefeito de Vitória por dois mandatos, entre 2005 e 2012. Nas eleições de 2020, ele disputou o segundo turno da eleição com o atual prefeito da Capital, Lorenzo Pazolini (Republicanos), mas ficou em segundo lugar. Ele também já ocupou os cargos de deputado estadual e deputado federal.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.