ASSINE

Estado de saúde da menina que teve 50% do corpo queimado no ES é estável

Criança se feriu em fogão à lenha em Marechal Floriano, na Região Serrana do Espírito Santo. Ela foi transferida para o Hospital Infantil de Vitória nesta quarta-feira

Publicado em 09/07/2020 às 08h34
Atualizado em 09/07/2020 às 08h46
O transporte de helicóptero entre Marechal Floriano até o HPM, em Vitória, levou cerca de 15 minutos
O transporte de helicóptero entre Marechal Floriano até o HPM, em Vitória, levou cerca de 15 minutos. Crédito: Reprodução/TV Gazeta

O estado de saúde da menina de 8 anos, que teve cerca de 50% do corpo queimado, é estável. De acordo com informação conseguida pela reportagem da TV Gazeta com funcionários do Hospital Infantil de Vitória, onde a menina está internada, ela não corre risco de perder a vida.  A criança foi trazida da cidade de Marechal Floriano, na Região Serrana do Estado, onde mora, para a Capital, em um dos helicópteros do Núcleo de Operações e Transporte Aéreo (Notaer), da Secretaria da Casa Militar. 

O pai da criança chegou ao hospital na manhã desta quinta-feira (9) para visitar a filha, mas não quis dar entrevista.

De acordo com a reportagem do ES1, da TV Gazeta, conforme o boletim de ocorrência da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Sesp), a mãe da criança relatou que a queimadura foi consequência de um acidente com o fogão à lenha. Ela explicou que para acendê-lo, usou lenha, plástico e uma garrafa descartável, contendo uma pequena quantidade de uma substância não identificada. Quando então acendeu o fósforo, as chamas ficaram descontroladas e a atingiram no rosto e no braço, e à menina.

POLÍCIA CIVIL 

Segundo informações divulgadas pela reportagem da TV Gazeta, a mãe e a criança de 8 anos chegaram a uma unidade de saúde em Marechal Floriano e, no local, uma assistente social acionou a polícia. Foi nesse momento que a mãe teria contado que estava próximo ao fogão com a criança e uma terceira pessoa.

A Polícia Civil informou ainda que as pessoas conduzidas à Delegacia de Polícia de Marechal Floriano prestaram depoimento e foram liberadas. Uma equipe foi até o local onde a menina se feriu e constatou que foi um acidente. O caso seguirá sob investigação para apurar eventual responsabilidade criminal da pessoa que colocou o fogo no fogão.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.