ASSINE

ES quer antecipar aplicação da segunda dose da Pfizer para oito semanas

Atualmente, o intervalo adotado é de 90 dias. Governo do Estado informou que se manifestou favorável à redução para 56 dias em reunião com o Ministério da Saúde nesta segunda (16)

Publicado em 16/08/2021 às 19h10
Vacina Pfizer-BioNTech
A vacina da Pfizer é fabricada pela empresa alemã Biontech. Crédito: Carlos Alberto Silva

governo do Espírito Santo defende que o intervalo entre a primeira e a segunda dose da vacina da Pfizer — que atualmente é de 90 dias — seja diminuído para oito semanas (56 dias). A defesa da antecipação tornou-se pública durante uma coletiva de imprensa realizada na tarde desta segunda-feira (16).

À frente da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), o secretário Nésio Fernandes informou que a posição foi apresentada ao Ministério da Saúde e ao Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) em uma reunião feita horas antes. Na bula do imunizante, o intervalo sugerido é de 21 dias.

Nésio Fernandes

Secretário de Estado da Saúde do Espírito Santo

"Defendemos que a população que tenha recebido a vacina há oito semanas já possa receber a segunda dose. Nós consideramos que prazos menores podem não ser adequados por prejudicarem o desempenho do sistema imune"

Segundo o secretário, o governo federal se mostrou receptivo à antecipação e uma decisão deve ser tomada em breve. "O Ministério da Saúde vai se manifestar nos próximos dias e devemos ter autorização para a aplicação da D2 da Pfizer em um intervalo menor na população de todo o país", disse.

Em julho, o ministro Marcelo Queiroga afirmou que a pasta estudava reduzir para três semanas o prazo para aplicação da segunda dose do imunizante. Na época, porém, ele esclareceu que a mudança seria colocada em prática apenas após toda a população adulta ser alcançada com uma dose de vacina.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.