ASSINE

Diarista encontra malote de quase R$ 5 mil e devolve ao dono no ES

Moradora de Soturno, interior de Cachoeiro, Geci Miranda encontrou envelope com dinheiro no caminho para casa. No mesmo dia, ela foi até o dono e entregou

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 08/10/2021 às 07h05
Diarista encontra malote de quase R$ 5 mil e devolve a dono em Cachoeiro
Diarista encontra malote de quase R$ 5 mil e devolve ao dono em Cachoeiro. Crédito: Samuel Brás

Após um dia de trabalho, na tarde desta quarta-feira (6), a diarista Geci Miranda encontrou um malote de dinheiro no retorno para casa, no distrito de Soturno, em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo. Sem saber, inicialmente, o que havia dentro do envelope no chão, levou para casa e descobriu quem era o dono.

Segundo a diarista, ela retornava a pé para casa, quando viu o envelope no chão da rua. “Eram umas 16h30. Levei e, quando cheguei em casa, conferi. Eram R$4.750. Vi que era de uma material de construção aqui e minha reação foi logo devolver”, contou Geci Miranda após ler o nome da empresa do envelope.

MÃE DE 3 FILHOS E COM RENDA DE R$ 400,00

O dinheiro foi devolvido por ela, no mesmo dia. A diarista contou que tem três filhos e ganha, em média, R$ 400 por mês com as faxinas. Ela contou em entrevista ao repórter da TV Gazeta Sul, João Henrique Castro, que a casa precisa de acabamento e até de um terraço, mas não pensou em momento algum ficar com o valor.

Geci Miranda

Diarista

"Deus ajuda, Deus é mais e a gente vai vivendo. Não fiquei comovida pela quantidade, pois sei que é dele. Quando devolvi, a esposa do dono ficou emocionada e chorou. O dono pediu a Deus que alguém de bom coração o encontrasse e devolvesse"

O dono do material de construção não quis gravar entrevista, mas, por telefone, disse que na quarta-feira, por volta de 16h, saiu da loja para fazer o depósito do malote no banco. Colocou o envelope em cima da cabine da caminhonete, esqueceu e saiu. Somente sentiu a falta do envelope quando chegou em Cachoeiro de Itapemirim, para fazer a transação. Ele recompensou financeiramente a diarista.

Com informações de João Henrique Castro, da TV Gazeta Sul

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.