ASSINE

De Fusca a Hilux: padroeira do ES ganha novo Penhamóvel para romarias

Novo veículo tem quase o dobro do comprimento do carro antigo. Com direção hidráulica, freios e cabine mais ampla para o motorista, atração vai estrear na Romaria dos Homens, no dia 23 de abril

Tempo de leitura: 2min
Vitória
Publicado em 12/04/2022 às 10h44
Data: 06/04/2013 - ES - Vitória - Romaria dos Homens saindo da Catedral Metropolitana de Vitória. Festa da Penha - Editoria: Cidades - Foto: Carlos Alberto Silva - GZ
 Romaria dos Homens saindo da Catedral Metropolitana de Vitória no antigo Penhamóvel . Crédito: Carlos Alberto da Silva

Esta Festa da Penha não será igual àquela que passou. A volta das romarias e da programação presencial após dois anos de edição híbrida também marca a estreia do “possante” que vai conduzir a imagem da padroeira do Estado nas procissões. É o novo Penhamóvel, que pede passagem entre os fiéis.

Nesse upgrade, sai a estrutura com chassi de Fusca que durante mais de uma década foi a base do veículo, entra o equipamento mais robusto montado a partir de uma Toyota Hilux, conta, orgulhoso, José Dal'Col, integrante do grupo Corrente da Penha. A equipe de voluntários é responsável pela preparação do automóvel e pelo transporte da santa ao longo do percurso.

José Dal'Col

Integrante da Corrente da Penha

"Acabamos de fazer a adesivagem do carro com a figura da N.S. da Penha e do Menino Jesus no novo carro. Está lindo, lindo, lindo! No dia da Romaria dos Homens, 23 de abril, vamos adornar e colocar a imagem. Aí vai ser um espetáculo. O Penha Móvel está mais forte, com direção hidráulica e freios. As rodas também são da Hilux. Compramos a nova estrutura há quatro anos, mas não conseguimos inaugurar antes. Com a pandemia, ficou ainda mais difícil. Mas agora é a hora."
Novo Penhamóvel sendo preparado em galpão de Cobilândia
Novo Penhamóvel, já adesivado, está sendo preparado em galpão de Cobilândia. Estrutura  ainda vai receber flores, luzes e adornos. Crédito: Divulgação

Da Toyota Hilux foram retirados o motor e a lataria, que deram lugar a chapas, ferragens e a cobertura. Todos os trabalhos estão sendo feitos em um galpão no bairro Cobilândia, em Vila Velha.

“O chassi do Fusca  estava apresentando muitos problemas. As peças da Toyota são mais fáceis de achar para manutenção. Colocamos no novo carro rolamento nos eixos para que a movimentação fique mais fácil. Vamos ter em torno de 40 a 50 pessoas para empurrar o carro, revezando-se. A estrutura é bem maior e bem mais pesada. Só para se ter uma ideia, o Fusca tinha 2,40 metros de comprimento. Já a Hilux tem quase o dobro, 4,30 metros. O motorista vai ter uma cabine mais ampla e ficará bem mais confortável”, detalha Dal'Col.

Novo Penhamóvel sendo preparado em galpão de Cobilândia
Novo Penhamóvel sendo preparado em galpão de Cobilândia. Crédito: Divulgação

Após ser aposentado, o velho carro não ficará abandonado. Pelo contrário, vai virar memória e ganhar status de relíquia. "Ele ficará em exposição no Convento da Penha para ser apreciado pelos frequentadores. Ainda não temos um local definido para abrigar o carro por lá, isso será decidido", acrescenta o fiel.

Com a retomada da festa presencial, o Penhamóvel é uma das atrações que devem encantar os devotos durante a Festa da Penha, que acontece de 17 a 25 de abril. Nesta edição, outras tradições também voltam à cena, entre elas a distribuição, também na Romaria dos Homens, das lanternas plásticas com vela produzidas pelo comerciante Drausio da Silveira e o Terço Gigante totalmente inédito que vai ser instalado no campinho do Convento neste Sábado de Aleluia (16).  Mais dois monumentos ganham destaque: as Santas Iluminadas montadas na Praia da Costa  e em Jacaraípe.

O PERCURSO HISTÓRICO DO PENHAMÓVEL

1955

 Ocorre a primeira edição da Romaria dos Homens. A procissão era diurna e passava por um trajeto diferente.

1958

 A caminhada passa a ser noturna e ter 14 km de extensão. Nesses primeiros anos, o andor com a imagem é carregado pelos devotos. Anos mais tarde, é construído um “carrinho”, semelhante aos carros alegóricos de escolas de samba, para levar a santa.

Meados dos anos 1980

Um Ford Pampa passa a servir como andor para o transporte da santa. A imagem é levada em cima do automóvel.

2006

A partir de uma ideia do então guardião do Convento, Frei Geraldo Antônio Freiberger, começa a ser desenvolvida uma estrutura idêntica à dos carros alegóricos de carnaval.

2007

Nasce o primeiro “Penhamóvel” da história. Como o próprio nome sugere, o veículo faz alusão àquele utilizado pelo Papa para locomoção. Mas as ferragens não suportam o peso da imagem de Nossa Senhora e dos adereços em flores que enfeitariam o “carrinho”.

2008

Os voluntários decidem desenvolver um novo veículo. Utilizando a estrutura de um Volkswagen Fusca (chassi, suspensão e rodas), eles montam o “Penhamóvel”. A "máquina" é utilizada ao longo de 13 anos. Tem iluminação, local para colocação de flores, volante e visão para o motorista.

2020 e 2021

Os voluntários preparam o novo veículo, feito com o chassi de um Toyota Hilux. Mas, em razão da pandemia, a caminhada foi suspensa e a estreia teve de ser adiada. Entrou em cena a Romaria das Família, sem Penhamóvel e andarilhos, marcada com um cortejo em carros, ônibus e caminhões tradicionais.

2022

Enfim, o novo Penhamóvel vai estrear na Romaria dos Homens, no dia 23 de abril. Ele tem capacidade para carregar 5 mil quilos, espaço para o motorista, estrutura de flores, suspensão adequada e forros em chapas de aço. Fará o trajeto da Catedral Metropolitana até o Convento. O veículo também será usado na Romaria das Mulheres, no dia 24.

Fonte: Convento da Penha

Este vídeo pode te interessar

Fique por dentro de todas as informações da Festa da Penha 2022. Acompanhe a página especial do evento em A Gazeta: Festa da Penha.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.