ASSINE

Criança de 3 anos põe fogo em colchão e começa incêndio, em Cachoeiro

Criança pegou um isqueiro sem ninguém ver. Fogo destruiu a sala e o quarto de uma casa neste domingo, em Cachoeiro de Itapemirim. Ninguém ficou gravemente ferido

Cachoeiro de Itapemirim
Publicado em 10/01/2021 às 18h22
Corpo de Bombeiros foi acionado para o combate ao fogo. Crédito: Reprodução/ Redes sociais
Corpo de Bombeiros foi acionado para o combate ao fogo. Crédito: Reprodução/ Redes sociais

Um incêndio que começou em um colchão, provocado por uma criança de três anos, acabou destruindo a sala e o quarto de uma casa na Rua Edmundo Ramos, no bairro Novo Parque, em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo. O acidente aconteceu no início da tarde deste domingo (10). Ninguém ficou gravemente ferido.

A dona da residência, Maria da Penha Mezini, disse que estava na casa com seus netos, de 3 e 12 anos. “Eu estava fazendo o almoço e eles brincando fora de casa. O pequeno foi no quarto, pegou um isqueiro, que estava num local mais alto, e acabou colocando fogo no colchão. O mais velho viu, tirou ele e fechou a porta”, contou Maria.

Casa pegou fogo no bairro Novo Parque, em Cachoeiro de Itapemirim. Crédito: Reprodução/ Redes sociais
Casa pegou fogo no bairro Novo Parque, em Cachoeiro de Itapemirim. Crédito: Reprodução/ Redes sociais

Ela disse os bombeiros foram acionados, mas foram os vizinhos que ajudaram a controlar as chamas com mangueiras e baldes de água. Maria da Penha conta que o fogo logo consumiu todos os móveis do quarto e da sala.

O Corpo de Bombeiros Militar informou que as chamas foram combatidas pelas equipes e ninguém ficou ferido. Não houve pedido de perícia de incêndio.

O menino 12 anos inalou um pouco de fumaça e foi levado para o hospital. A criança já se recupera em casa, segundo a avó.

Maria da Penha é cabelereira e trabalha na residência. Ela conta que já está recebendo o apoio de amigos, com a doação de móveis, como um jogo de sofá.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.