ASSINE

Covid-19 no ES: tosse, perda do paladar e olfato são os sintomas mais comuns

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, o quadro clínico de pacientes com a Covid-19 está relacionado a uma doença respiratória e que se estende para o estado geral do paciente

Publicado em 01/06/2020 às 17h08
Atualizado em 01/06/2020 às 21h07
A tosse é um dos sintomas da Covid-19
A tosse é um dos sintomas da Covid-19. Crédito: Divulgação/Shutterstock

Dentre os vários sintomas observados pelos pacientes infectados pelo novo coronavírus no Espírito Santo, tosse, perda do paladar e do olfato são os mais relatados por quem participou da 2ª etapa do Inquérito Sorológico do Estado, que teve seu resultado apresentado no início da tarde desta segunda-feira (01) pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesa).  

O secretário de saúde Nésio Fernandes apontou que há um padrão de sintomas entre os resultados da primeira e da segunda etapa do teste sorológico. "Tosse, perda do paladar e do olfato e fadiga foram os efeitos mais relatados pelos pacientes. O restultado dos testes também nos mostram que o quadro clínico de pacientes com a Covid-19 está relacionado a uma doença respiratória e com uma importante toma do estado geral e que também pode ter alteraração do trato gastro-intestinal", explicou.

Segundo os resultados da segunda fase do Inquérito Sorológico no Estado, 5,14% da população capixaba já foi infectada pelo vírus.  Das pessoas entrevistadas, 39,7% disseram que tiveram tosse.  Já 37,7% também afirmaram que sofreram perda da capacidade de sentir cheiro e sabor. Outros sintomas relatados foram a fadiga (31%), a febre (28%) e a dor muscular (28%).

Perfil segunda fase do Inquérito Sorológico: sintomas
Perfil segunda fase do Inquérito Sorológico: sintomas. Crédito: Reprodução/Sesa

PREVINA-SE 

Até o momento, não há um tratamento específico para a doença, que é transmitida por gotículas de saliva que se espalham pelo ambiente. Por isso, é fundamental manter alguns cuidados com a higiene pessoal, que também valem para afastar o risco de contrair gripe e outras doenças respiratórias. 

  • Lavar as mãos frequentemente por pelo menos 20 segundos com água e sabão;
  • Utilizar antisséptico de mãos à base de álcool para higienização;
  • Cobrir com a parte interna do cotovelo a boca e o nariz ao tossir ou espirrar;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • Utilizar máscaras de tecido se precisar sair de casa;
  • Manter distância de outras pessoas caso tenha que ir para a rua;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal;
  • Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.