ASSINE

Covid-19: Linhares e Colatina registraram mais de uma morte por dia

Entre os dias 1° e 30 de junho, foram 31 novos óbitos em cada um dos municípios; dados são dos boletins epidemiológicos divulgados diariamente pelas prefeituras

Publicado em 01/07/2020 às 19h59
Atualizado em 01/07/2020 às 19h59
Leito de internação no Hospital Silvio Avidos, em Colatina
Leito de internação no Hospital Sílvio Avidos, em Colatina. Crédito: Divulgação / Governo do ES

Os números de novos infectados pelo coronavírus e de mortes provocadas pela Covid-19 no interior do Espírito Santo mostram o avanço da doença no mês de junho, movimento de interiorização que já havia sido alertado pelo secretário estadual de Saúde, Nésio Fernandes. Dois municípios das regiões Norte e Noroeste, Linhares e Colatina, passaram a contabilizar com mais frequência os óbitos em decorrência da Covid-19, com uma média diária de pelo menos uma morte. Cada cidade registrou, em junho, 31 vidas perdidas como reflexo da pandemia.

Em Linhares, no dia 1º de junho somava seis óbitos, e fechou o mês com total de 37. Já Colatina registrava quatro óbitos no início de junho e encerrou com 35 mortes pela doença. Os dados são dos boletins epidemiológicos divulgados diariamente pelas prefeituras.

LINHARES

Município com mais casos de coronavírus no interior do Espírito Santo, Linhares contabilizou 1.948 pacientes infectados pela doença até o dia 30 de junho, sendo 622 já curados. De acordo com os dados da Secretaria Municipal de Saúde, o bairro com mais mortes por Covid-19 é o Interlagos, com sete registros. Na cidade, a taxa de letalidade é de 1,85%, abaixo da média geral de  3,47% registrada no Estado.

16/04/20 - Linhares - Unidade de Saúde Pronto Atendimento 24 horas de Linhares
Unidade de Saúde Pronto Atendimento 24 horas de Linhares. Crédito: Prefeitura de Linhares/Divulgação

À reportagem de A Gazeta,  a Prefeitura de Linhares destacou que o município tem se esforçado e buscado a cada dia desenvolver ações de prevenção ao coronavírus e que conta com a colaboração da sociedade, respeitando o isolamento social e a utilização de máscaras, para impedir que esses números cresçam.

"Apesar de conhecer os dados estatísticos brasileiros, o município não esperava registrar esses números, e sente junto às famílias a perda de seus entes. Lembrando que a Secretaria de Estado da Saúde do Espírito Santo (Sesa) registrou em junho dados de óbitos ocorridos no mês de maio", informou, por meio de nota. 

COLATINA

Colatina fechou o mês de junho com 1.601 casos positivos de Covid-19. Os óbitos subiram de quatro para 35 em 30 dias.  No município, a taxa de letalidade da doença é de 2,12%, abaixo da média geral do Estado.

Hospital Sílvio Avidos, em Colatina
Hospital Sílvio Avidos, em Colatina. Crédito: Divulgação

Em nota, a Prefeitura de Colatina afirmou que recebeu em junho resultados posteriores a certos óbitos. O município analisou a situação como preocupante, e afirmou que e todas as medidas de prevenção seguem sendo reforçadas principalmente no sentido de melhorar os índices de isolamento.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.