ASSINE

Covid-19: escolas municipais de Venda Nova do Imigrante suspendem aulas

A suspenção começou nesta quarta-feira (16) e afeta três unidades do Caxixe. Em algumas escolas, o recesso vai até o fim do mês

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 16/06/2021 às 19h06
Governo do ES decide nesta semana sobre a retomada das aulas presenciais
Três escolas do município continuarão aulas de forma remota. Crédito: Pixabay

Três escolas municipais de Venda Nova do Imigrante, na Região Serrana do Espírito Santo, tiveram de suspender as aulas presenciais por conta do aumento de casos do novo coronavírus na localidade de Caxixe, zona rural da cidade. A suspenção começou nesta quarta-feira (16) e, em algumas escolas, o recesso vai até o fim do mês.

Segundo a Secretaria Municipal de Educação as aulas presenciais na Escola Municipal de Ensino Fundamental Caxixe, Escola Municipal de Ensino Infantil Caxixe e a Escola Municipal de Ensino Infantil James Yung estarão suspensas em decorrência do número de casos de Covid-19 registrados, para reduzir a transmissão do vírus.

O município informou ainda que vem realizando o contato com os familiares dos estudantes para informar da suspensão das aulas presenciais. Durante este período, as atividades serão realizadas remotamente por meio de WhatsApp ou e-mail.

Na escola EMEF Caxixe, a suspensão das aulas presenciais será realizada por 14 dias. A princípio, a secretaria escolar ficará fechada e, a qualquer mudança no atendimento, a comunidade escolar será comunicada. Já nas unidades EMEI Caxixe e EMEI James Yung, o retorno é previsto para o dia 30.

PREVENÇÃO

De acordo com a prefeitura as escolas municipais estão sinalizadas com cartazes e outros materiais para alertar sobre o distanciamento adequado e todos os cuidados necessários e higienização com álcool 70% em objetos e móveis escolares. A prefeitura reforça que os cuidados contra a Covid-19 devem ser intensificados pela população.

Venda Nova do Imigrante está no risco moderado no mapa de risco de transmissão da Covid-19, segundo o governo do Estado. A cidade contabiliza 4.342 casos positivos da doença, 49 mortes e 4.168 pessoas curadas.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.