ASSINE

Covid: 120 mil crianças e adolescentes estão com vacina atrasada no ES

Especialistas falam dos riscos de não completar o ciclo vacinal e explicam que os imunizantes são seguros. Saiba como colocar a vacinação do seu filho em dia

Tempo de leitura: 6min
Vitória
Publicado em 04/08/2022 às 20h15

A vacinação do público infantil contra a Covid-19 ainda tem enfrentado dificuldades. No Espírito Santo, 120 mil crianças e adolescentes entre 5 e 17 anos estão com a segunda dose (D2) em atraso. Os dados são da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), que orienta aos pais que busquem os serviços municipais de saúde para completar a imunização dos filhos.

O número de crianças de 5 a 11 anos com a D2 atrasada é de 66.432. Já os adolescentes (de 12 a 17 anos) que ainda precisam tomar a segunda dose somam 54.377. Esse alto quantitativo acende um alerta, segundo especialistas, que explicam os riscos dessas crianças não completarem o ciclo vacinal.

Vitória foi a primeira cidade do Estado a iniciar a vacinação em crianças
Vitória foi a primeira cidade do Estado a iniciar a vacinação em crianças. Crédito: André Sobral/Prefeitura de Vitória

De acordo com o pediatra e coordenador da Região Sudeste da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), Rodrigo Aboudib, os principais riscos que essa criança ou adolescente tem é o de desenvolver as formas mais graves da doença: a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e a Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P).

De acordo com o Instituto Butantan, mais de 1.500 crianças e adolescentes, de zero a 19 anos, foram diagnosticadas com a SIM-P associada ao coronavírus desde o começo da pandemia no Brasil.

A doença é rara, mas grave: nela, crianças e adolescentes com Covid-19 desenvolvem uma inflamação que afeta diferentes órgãos do corpo. Na maioria dos casos ela requer hospitalização, já tendo provocado a morte de 6,2% dos infectados.

Já quanto a SRAG, foram 23.277 casos em crianças entre zero e 11 anos, além 1.449 mortes desde o início da pandemia até dezembro de 2021, de acordo com o Sivep-Gripe, plataforma do Ministério da Saúde que reúne dados sobre os casos da doença associada a Covid-19 no país.

A SRAG associada à Covid-19 tem como sintomas tosse, coriza, obstrução nasal, febre e pode evoluir para um quadro de insuficiência grave, que pode exigir internação em Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

O infectologista Crispim Cerutti Junior ainda lembra que a morte de crianças pequenas por Covid é o triplo da causada por 14 outras doenças nos últimos dez anos. Compõem a Lista Brasileira de Mortes Evitáveis doenças como rubéola, hepatite B, caxumba, meningite meningocócica, tétano, difteria, coqueluche, poliomelite e sarampo, entre outras.

Entre os anos de 2020 e 2021, ao todo, 1.508 crianças morreram por Covid-19 no país. Já as doenças que compõem a lista somaram 44 óbitos nesse período. Entre 2012 e 2021, esse conjunto de doenças totalizou 498 mortes.

Cerutti Junior destaca que no início do plano nacional de vacinação, o público pediátrico acabou sendo negligenciado, o que segundo ele foi um grande erro. 

Crispim Cerutti Junior

Infectologista

"As crianças também transmitem o vírus. Já é comprovado que a vacina além de proteger, diminui as taxas de transmissão"

Só em 2022, no Brasil, 8 mil crianças foram internadas e 305 vieram a óbito, até meados de junho. O que de acordo com os especialistas mostra quão fundamental é a vacinação de uma parcela grande da população pediátrica, contribuindo assim para a diminuição da propagação da doença.

VACINA É SEGURA

Sobre a segurança das vacinas, Cerutti Junior diz que os pais devem ficar tranquilos porque a aprovação para uso delas no Brasil está muito bem embasado.

Ele lembra das experiências em outros países como Estados Unidos, Chile e Argentina que já vacinam as crianças, e as vacinas se mostraram seguras no acompanhamento.

A respeito dos eventos adversos das vacinas, o infectologista reforça que os efeitos notados na faixa pediátrica são menos graves do que os notados em adolescentes e em adultos jovens.

COMO COLOCAR EM DIA A VACINAÇÃO

Para colocar em dia a vacinação, é necessário procurar o serviço de saúde da sua cidade. A Gazeta questionou prefeituras sobre como ocorre a vacinação em seus municípios e se é preciso fazer agendamento ou se a aplicação é por livre demanda. Veja como funciona:

VITÓRIA

Em Vitória a vacinação deve ser feita por agendamento. A Secretaria de Saúde de Vitória (Semus) abriu nesta quinta-feira (4) mais 9.910 vagas para a vacinação contra Covid-19, Influenza e Meningite C. As doses serão aplicadas entre os dias 6 e 12 de agosto. O agendamento pode ser feito pelo link agendamento.vitoria.es.gov.br ou pelo aplicativo Vitória Online.

Confira os locais de vacinação:

6 de agosto (sábado)

  • Igreja Evangélica Batista de Jardim de Penha, Primeira Igreja Batista de Jardim Camburi e Unidades de Saúde Vitória, Ilha das Caieiras, Santo Antônio e Ilha de Santa Maria.

8 a 12 de agosto (segunda a sexta)

  • Igreja Evangélica Batista de Jardim da Penha e Unidades de Saúde do Centro de Vitória, Jardim Camburi, Ilha de Santa Maria, Andorinhas, Santo Antônio, Forte São João, Maruípe, bairro Do Quadro, Resistência, República, Praia do Suá, São Cristóvão, Conquista, Santa Luiza, Consolação, Maria Ortiz, Jardim da Penha e Ilha das Caieiras.

VILA VELHA

Na cidade, a vacinação pode ser agendada. Em alguns locais há aplicação por livre demanda. Confira:

5 de agosto (sexta-feira)

  • A partir das 15h, mais de 6 mil vagas de agendamento on-line estarão disponíveis para quem ainda precisa completar o esquema vacinal contra Covid-19 e se imunizar contra Influenza.
  • A aplicação das doses vai acontecer nas Unidades de Saúde de Ataíde, Barramares, Coqueiral de Itaparica, Divino Espírito Santo, Ibes, Jardim Marilândia, Ponta da Fruta, São Torquato, Vila Batista e Vila Nova, entre os dias 8 e 12 de agosto.
  • Além disso, nesse dia acontece a livre demanda da vacinação contra Covid-19, Influenza e Sarampo, no Maanaim de Boa Vista, de 9h às 15h.

6 de agosto (sábado)

  • A vacinação contra Covid-19 e Influenza acontece sem agendamento em dois locais da cidade:
  • 9 às 15h - Maanaim de Boa Vistas (Rua Ivan Neiva Neves, 514-487)
  • 10h às 16h - Boulevard Shopping (Rod. do Sol, 5000 - Itaparica)

8 e 10 de agosto (segunda e quarta)

  • A vacinação contra Covid-19 e Influenza acontece de 9h ás 15h, sem agendamento, na Rua Santa Rosa, no bairro da Glória.

8 a 12 de agosto (segunda a sexta)

  • O Maanaim de Boa Vista vai funcionar, sem necessidade de agendamento, de 9h ás 15h, para vacinação contra Covid-19 e Influenza.

CARIACICA

A Secretaria de Saúde de Cariacica (Semus) está com agendamento aberto e vagas disponíveis para todos os públicos da campanha contra a Covid-19 a partir dos três anos de idade.

O agendamento é feito no site vacinaeconfia.es.gov.br. No caso de menores de idade, os pais ou responsáveis precisam fazer cadastro em seu nome e, em seguida, clicar na aba "Dependentes" para agendar a vacina das crianças e adolescentes.

Há também vacinação sem agendamento, no Shopping Moxuara, todos os dias, das 10 às 18 horas (distribuição de senhas até as 17 horas). Neste local as vacinas são para crianças a partir de 6 anos.

SERRA

A Secretaria da Saúde da Serra informou que abre agendamento com novas doses de vacinas todas as segundas e quintas-feiras, às 18 horas, pelo site da Prefeitura da Serra.

Ainda de acordo com a secretaria, de segunda a sexta, das 8h às 18 horas, é feita vacinação por livre demanda em um ponto localizado no pátio do Ambulatório Municipal de Especialidades (Ames), em Jardim Limoeiro.

Aos sábados, das 8h às 16 horas, há vacinação sem agendamento em algumas Unidades de Saúde, definidas semanalmente. No shopping Montserrat, localizado em Colina de Laranjeiras, a vacinação segue no L2, no sábado (30), das 9h às 17 horas, e, no domingo (31), das 10h às 17 horas.

SÃO MATEUS

6 de agosto (sábado)

  • Unidade de Saúde US3,  de 08 às 12 horas, sem agendamento

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.