ASSINE

Corpus Christi: detentas produzem tapete de 30 metros em Colatina

As mulheres utilizaram materiais recicláveis para a confecção dos quadros religiosos.  O resultado embelezou os corredores do Centro Prisional Feminino da cidade do ES

Publicado em 11/06/2020 às 12h51
Atualizado em 11/06/2020 às 12h52
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina. Crédito: Divulgação

A tradição dos tapetes de Corpus Christi embelezou os corredores do Centro Prisional Feminino de Colatina, no Noroeste do Estado, nesta quarta-feira (10). As detentas confeccionaram um tapete de 30 metros com materiais recicláveis, para celebrar a data do calendário católico comemorada nesta quinta-feira (11). 

Durante 15 dias, as mulheres trabalharam com mais de 100 bolinhas de desodorante roll on, 60 CDs, 23 frascos de shampoo, palha e borra de café, entre outros materiais recicláveis, para formar a arte no chão da unidade. Os itens reutilizáveis e sustentáveis foram fornecidos por parceiros e profissionais do do centro prisional.

Ao todo, 10 presas dos regimes semiaberto e fechado participaram da confecção do tapete. O processo foi acompanhado por inspetores penitenciários, por profissionais do setor psicossocial e pela direção da unidade.

A ação contou com a benção do padre Cremilson Gomes, da Paróquia Divino Espírito Santo, no bairro Maria das Graças. A celebração durou apenas 10 minutos para preservar os participantes de possíveis riscos diante da pandemia do novo coronavírus.

O padre afirmou que não sabia sobre a ação quando foi convidado pela assistente social do presídio para comparecer ao local. O religioso já estava lamentando que não veria nenhum tapete de Corpus Christi neste ano devido à Covid-19. Por isso, o trabalho das detentas provocou nele grande emoção.

"Foi uma surpresa belíssima. Tapetes bem feitos com artes sobre a eucaristia, mas que também envolvem a religiosidade e a cultura", disse o padre, sobre o período breve que esteve na unidade prisional.

Cremilson Gomes

Padre

"Foi um momento muito gratificante ver aquele grupo de mulheres tão dispostas a fazer, de forma delicada, tapetes tão simbólicos"

A Secretaria de Justiça do Estado (Sejus) informou que tanto a ação religiosa quanto a confecção do tapete atenderam às normas de distanciamento e de higienização necessários para este momento de propagação da Covid-19.

Tapetes de Corpus Christi confeccionados por detentas

Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina. Divulgação
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina. Divulgação
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina. Divulgação
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina. Divulgação
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina. Divulgação
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina. Divulgação
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina. Divulgação
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina. Divulgação
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina. Divulgação
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina
Tapetes de Corpus Christi com materiais recicláveis produzidos por detentas de Colatina

O QUE É CORPUS CHRISTI

Corpus Christi é uma expressão originária do latim que significa "corpo de Cristo" e é uma referência ao que ela celebra, a eucaristia. No catolicismo, é uma forma de lembrar a morte e a ressurreição de Jesus Cristo.

A celebração não tem data fixa no calendário. O Corpus Christi é comemorado 60 dias após a Páscoa, que é realizada 40 dias depois da Quarta-feira de Cinzas, que marca o fim do carnaval. 

A comemoração teve início no pontificado do papa Urbano IV, no século 13, com o transporte do cálice e da hóstia num estrutura chamada Santíssimo durante procissão. Já a tradição dos tapetes, segundo estudiosos, começou em Portugal e, depois, foi trazida para o Brasil.  

No Espírito Santo, os tapetes mais famosos são produzidos por fiéis em Castelo, no Sul do Estado. Outras cidades também mantêm a tradição católica. Neste ano, no entanto, não houve confecção dos quadros, devido às orientações de órgãos de saúde para que se evite aglomerações durante a pandemia. 

A Gazeta integra o

Saiba mais
Colatina colatina Corpus Christi

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.