ASSINE

Começa a vacinação contra a Covid-19 de portuários e aeroportuários no ES

Cinco profissionais, sendo dois da área do transporte aéreo e três portuários, foram vacinados em um ato simbólico realizado no Palácio Anchieta, nesta sexta-feira (28)

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 28/05/2021 às 17h21
O portuário Jonas Cardoso Manuel, de 58 ano, foi o primeiro vacinado em ato simbólico. Crédito: Vitor Jubini
O portuário Jonas Cardoso Manuel, de 58 ano, foi o primeiro vacinado em ato simbólico. Crédito: Vitor Jubini

Em um ato simbólico realizado no Palácio Anchieta, em Vitória, o governo do Estado iniciou a vacinação contra a Covid-19 dos trabalhadores portuários e do transporte aéreo nesta sexta-feira (28). No Espírito Santo, 19.851 trabalhadores serão imunizados, sendo 1.017 do transporte aéreo e 18.834 portuários.

As áreas foram representadas por três portuários e dois profissionais que atuam no Aeroporto de Vitória. A vacinação ocorrerá de acordo com a disponibilidade de vacinas enviadas pelo Ministério da Saúde. Na última quarta-feira (26), o órgão encaminhou 19.627 doses para este grupo, podendo atender 78% dos trabalhadores do transporte aéreo e 100% dos portuários.

O primeiro a receber o imunobiológico foi o portuário Jonas Cardoso Manuel, de 58 anos. O operador de empilhadeira representa o Sindicato Unificado da Orla Portuária do Espírito Santo (Suport-ES).

Jonas Cardoso Manuel

Portuário

"Graças a Deus chegou o dia de hoje. Estou muito tranquilo, pois é uma dose que traz segurança para mim e minha família"

O governador Renato Casagrande destacou a importância do início da imunização dos trabalhadores portuários e aeroportuários. No evento, ele também anunciou que o governo vai retomar a vacinação por faixa etária, das pessoas que não têm comorbidades.

Renato Casagrande

Governador

"É um grupo que não parou em nenhum momento. Já estou conversando com minha equipe para que possamos tomar alguma decisão para que o Estado ajude a diminuir o risco de contágio de novas variantes em portos e no aeroporto, independentemente de o governo federal tomar ou não alguma decisão"

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

A Secretaria da Saúde (Sesa) recomendou que a vacinação seja realizada nos postos de trabalho ou o município identifique um serviço de vacinação de referência o mais próximo possível do local de atuação dos trabalhadores portuários e dos trabalhadores do transporte aéreo. A decisão caberá aos municípios,

Serão considerados trabalhadores portuários qualquer trabalhador de portos, incluindo os funcionários da área administrativa. No dia da vacinação, o profissional terá de levar documento comprobatório do exercício ativo da função.

Já os trabalhadores do transporte aéreo, serão considerados os funcionários das companhias aéreas nacionais, conforme Decreto nº 1.232/1962 e a Lei nº 13.475/2017, e funcionários dos aeroportos e dos serviços auxiliares ao transporte aéreo (aeroportuários).

No ato da vacinação, estes trabalhadores deverão levar documento que comprove a situação de trabalhador empregado de companhias aéreas nacionais. Aos demais, o devido credenciamento aeroportuário válido, conforme o Decreto n° 7.168/2010 e RBAC 107 da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.