ASSINE

Hóspede da Índia testa positivo para Covid-19 e hotel é fechado em Vitória

Sesa ainda investiga se doença teria sido causada pela variante indiana do coronavírus; Governo do ES divulgou o caso nesta sexta-feira (28)

Publicado em 28/05/2021 às 14h07
Atualizado em 28/05/2021 às 18h34
Hotel Nobile Suites Diamond fica no bairro Jardim Camburi, em Vitória
Hotel Nobile Suites Diamond fica no bairro Jardim Camburi, em Vitória. Crédito: Vitor Jubini

Nesta sexta-feira (28), um hotel em Vitória foi fechado depois de um hóspede oriundo da Índia testar positivo para a Covid-19. Outros dois viajantes do país asiático também apresentaram sintomas da doença e já foram testados. Todos os hóspedes e funcionários estão isolados dentro do estabelecimento. A Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) investiga se o caso é da variante indiana.

Oficialmente, essa é a segunda investigação do tipo em território capixaba. No último domingo (23), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) enviou uma notificação ao Estado por causa de um passageiro vindo da Índia, que viajou no mesmo avião que uma pessoa contaminada pela variante B.1.617. Desde segunda-feira (24), ele é acompanhado, mas o primeiro teste foi inconclusivo.

Pelo vidro era possível ver a movimentação no interior do hotel Nobile Suites Diamond, onde um hóspede oriundo da Índia testou positivo para a Covid-19
Pelo vidro era possível ver a movimentação no interior do hotel Nobile Suites Diamond, onde um hóspede oriundo da Índia testou positivo para a Covid-19. Crédito: Vitor Jubini

Informações sobre a nova suspeita da variante indiana foram divulgadas pelo Governo do Espírito Santo no início desta tarde, por volta das 13h40. Elas foram passadas minutos antes do ato simbólico que deu início à vacinação de trabalhadores de aeroportos e portos, mas já na transmissão ao vivo e on-line do evento.

O governador Renato Casagrande (PSB) foi o primeiro a comentar o assunto. "Nós estamos fazendo a gestão de alguns viajantes que vieram da Índia, com suspeita de Covid-19. Um já está confirmado. O que estamos verificando, agora, é se é pela variante indiana ou não. O Estado, junto ao município, já isolou o hotel. Estamos investigando e contatando quem teve contato com eles para fazer o isolamento e evitar qualquer contágio", garantiu.

Subsecretário estadual de vigilância em saúde, Luiz Carlos Reblin também estava presente no local. "No momento em que fomos notificados de uma pessoa da Índia que precisava ser acompanhada, as equipes se dirigiram ao hotel em que ela estava hospedada e identificaram mais dois viajantes, que são pessoas que vieram para retornar com um navio que está no Espírito Santo", detalhou.

Luiz Carlos Reblin

Subsecretário de vigilância em saúde do Espírito Santo

"Imediatamente foi coletado o material e com uma resposta muito rápida do Lacen-ES se identificou uma pessoa com Covid-19. O que não sabemos é se essa pessoa está com a variante da Índia"

De acordo com o subsecretário, o hotel está completamente isolado. "Acho que todos acompanham a preocupação mundial com essa variante do coronavírus, da possibilidade de causar grandes surtos. O hotel não recebe mais clientes, ninguém mais o acessa e eventos foram cancelados. As pessoas só vão poder sair depois da autorização de autoridades sanitárias", explicou.

Pelo vidro era possível ver a movimentação no interior do hotel Nobile Suites Diamond e funcionários da Sesa no local
Pelo vidro era possível ver a movimentação no interior do hotel Nobile Suites Diamond e funcionários da Sesa no local. Crédito: Vitor Jubini

No estabelecimento, estão 94 pessoas: 57 hóspedes (52 adultos e cinco crianças) e 37 funcionários. "Todos farão teste padrão, do tipo RT-PCR, para identificar se têm o coronavírus. Se der positivo, o material irá para a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro), que finaliza a análise e confirma a existência de uma variante e qual seria ela", explicou.

Luiz Carlos Reblin

Subsecretário de vigilância em saúde do Espírito Santo

"Absolutamente todas as medidas foram tomadas de imediato. Não há um motivo para criarmos uma situação de excepcionalidade. Assim que o resultado sair, comunicaremos a sociedade"

Descoberta há cerca de sete meses, a variante indiana ainda está sendo estudada pela comunidade científica. No entanto, pesquisas preliminares indicam que ela seria mais transmissível e mais resistente às vacinas contra a Covid-19 do que outras cepas. "Ela tem se apresentado com muita capacidade de transmissão, mas aparentemente com menor mortalidade", disse Casagrande.

Localizado na Avenida Dante Michellini, no bairro Jardim Camburi, o hotel Nobile Suites Diamond decidiu não se pronunciar a respeito, por enquanto. Já o Sindicato de Hotéis e Meios de Hospedagem do Espírito Santo (Sindihotéis-ES) garantiu que "todos os associados executam, de forma rigorosa, os protocolos de alto padrão de higienização sanitária de ambientes".

De acordo com o Sindihotéis-ES, os estabelecimentos seguem as orientações do Ministério da Saúde, do Ministério do Turismo, da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação e da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis Nacional "para a segurança de hóspedes e colaboradores".

"Vale esclarecer que, assim que identificada a suspeita do hóspede contaminado, o hotel tomou as medidas cabíveis, isolando a pessoa, e informando os órgãos sanitários estaduais para o acompanhamento do caso." O sindicato também "segue acompanhando de perto, atento e reforçando os protocolos para garantir a biossegurança da atividade e da sociedade".

IMPORTÂNCIA DE BARREIRAS EM PORTOS E AEROPORTOS

Logo depois de comentar o novo caso suspeito da variante indiana no Espírito Santo, o governador Renato Casagrande afirmou que esse episódio só demonstra a necessidade de ações de vigilância sanitária em portos e aeroportos. "Isso mostra como é importante que o Governo Federal estabeleça um controle nesses locais para dificultar e impedir a entrada de novas variantes", defendeu.

"Aqui no Estado, nós vamos avaliar se, independentemente do Governo Federal, podemos tomar algumas medidas nos aeroportos e portos, em comum acordo com as autoridades de cada setor. Vamos analisar o que é possível fazer para diminuir o risco do contágio por variantes. Seja da Índia ou de qualquer outro país", concluiu.

Atualização

28 de Maio de 2021 às 18:33

O Sindihotéis-ES enviou uma nota sobre o caso. O texto foi atualizado.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.