ASSINE

Com regras, Arquidiocese de Vitória vai reabrir igrejas para missas

Para que isso ocorra, no entanto, as igrejas terão que seguir orientações, como aferir as temperaturas dos fiéis e recomendar que pessoas do grupo de risco para o coronavírus não compareçam às celebrações

Publicado em 30/06/2020 às 09h52
Atualizado em 30/06/2020 às 10h38
Dom Dario Campos conduziu a missa de encerramento da Festa da Penha 2020
Dom Dario Campos enviou uma carta aos padres com recomendações. Crédito: Danilo Luca Ferreira Martins

Em uma carta circular, enviada nesta segunda-feira (29) aos padres, diáconos e religiosos da Arquidiocese de Vitória, o Arcebispo Dom Dario Campos recomendou a reabertura gradual das igrejas para missas e celebrações da Palavra.

Para que isso ocorra, no entanto, as igrejas terão que seguir algumas orientações, como aferir as temperaturas dos fiéis, recomendar que pessoas do grupo de risco para o coronavírus não compareçam às celebrações e manter o distanciamento social nos bancos e nas filas. Também é necessário observar o Mapa de Risco divulgado pelo governo do Estado e as medidas orientadas nele.  

MAIS HORÁRIOS DE MISSAS

Além disso, as comunidades terão que oferecer variados horários de missas para reduzir a possibilidade de se ter aglomerações. Outras medidas de higiene, como o uso obrigatório de máscaras e a disponibilização de álcool em gel, também fazem parte das orientações do arcebispo.

De acordo com a arquidiocese, as igrejas já podem reabrir caso consigam seguir essas recomendações.

REABERTURA SERÁ GRADUAL

"Considerando o compromisso dos senhores (as) - Presbíteros, Diáconos, Religiosos e Religiosas - em acatar e observar as exigências sanitárias acima citadas, recomendo - de forma cuidadosa e prudente - a reabertura gradual das Igrejas para as celebrações da Santa Missa e para as celebrações da Palavra de Deus", escreveu o arcebispo.

ENCONTROS CONTINUAM SUSPENSOS 

Encontros catequéticos e outras atividades evangelizadoras continuam suspensos. O arcebispo também orientou que as missas sejam mais breves e continuem sendo transmitidas pela internet. Ele destacou que os fiéis da arquidiocese seguem dispensados de comparecer às missas aos domingos e dias santos, conforme documento assinado por Dom Dario em março.

CATÓLICOS CONTINUAM DISPENSADOS DE IR À MISSA

O Código de Direito Canônico define que é falha grave para os católicos a não participação nas celebrações desses dias, mas abre uma brecha em casos de doença. Ou seja, as missas serão realizadas presencialmente, mas os fiéis da arquidiocese não precisam ir às celebrações, caso não se sintam seguros. Veja abaixo a carta enviada pelo arcebispo

Carta 29/06/2020

"(...) nosso primeiro compromisso incondicional é com a vida humana, assim como nos ensina Santo Irineu, grande bispo do século II. Em seus escritos, ele afirma de forma firme e direta: 'a glória de Deus é o homem vivo'. Portanto, ouvindo as suas palavras, confirmamos, uma vez mais, que nosso primeiro compromisso é com a vida e que devemos nos manter firmes neste propósito", afirmou o arcebispo na carta enviada aos padres nesta segunda (29).

A Gazeta integra o

Saiba mais
SESA Coronavírus Coronavírus no ES Dom Dario Campos Igreja Católica Pandemia Arquidiocese de Vitória

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.