ASSINE

Casos de crianças com Covid-19 no ES aumentam em 4 vezes em relação a 2021

Secretário da Saúde, Nésio Fernandes, divulgou balanço de notificações e confirmações da doença em crianças neste ano e fez apelo: "Vacinação das crianças tem pressa"

Tempo de leitura: 2min
Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 24/01/2022 às 19h52
Crianças e adultos têm deixado de se vacinar
Secretário reforça importância da vacinação contra a Covid em crianças. Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Mesmo já tendo sido iniciada a vacinação contra a Covid-19 em crianças no Espírito Santo com os imunizantes Pfizer e Coronavac, o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, fez um apelo nas redes sociais nesta segunda-feira (24): "A vacinação das crianças tem pressa". Dados divulgados por ele mostram que foram confirmados 4.058 casos da doença no público de até 11 anos neste ano, até 23 de janeiro – um aumento de 4,2 vezes em relação ao mesmo período de 2021, quando 967 confirmações foram registradas.

Na publicação feita pelo secretário em seu perfil no Twitter, Nésio Fernandes afirma que, no Estado, comparando os primeiros 23 dias de janeiro de 2021 com 2022, houve um aumento de 2,4 vezes no número de notificações da Covid-19 em crianças.

Nesta segunda-feira, uma reportagem de A Gazeta mostrou que a vacinação de crianças e adultos contra a Covid-19 continua nos municípios do Espírito Santo. Após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberar o uso da Coronavac no público de 6 a 17 anos, as prefeituras já começaram a receber o imunizante e abrir novas vagas. Em alguns municípios da Grande Vitória é preciso ficar atento aos prazos e aos modos de agendamentos.

Este vídeo pode te interessar

Vitória, Serra, Vila Velha, Guarapari e Cariacica já começaram a vacinação infantil com a Coronavac. Também há aplicação de doses para os maiores de 12 anos (incluindo adultos e idosos) que ainda precisam tomar a segunda dose e a dose de reforço. Nesses municípios é preciso fazer o agendamento online.

​​Fora da Grande Vitória, Linhares e Colatina também estão vacinando crianças e adultos. Nos dois municípios não é necessário agendamento.

NO BRASIL

Conforme dados publicados pela agência Folhapress neste domingo (23), oficialmente, o Brasil havia registrado 1.544 mortes de crianças de 0 a 11 anos por Covid-19 desde o início da pandemia. Do total, 324 delas tinham de 5 a 11. Entre 0 e 4, o número de óbitos alcançou 1.220, o que representa quase quatro vezes mais ocorrências que na faixa acima de 5.

Levantamento da Vital Strategies - organização global composta por especialistas e pesquisadores com atuação junto a governos - avalia ainda que há subnotificação de dados e projeta a omissão de 2.537 mortes no balanço da Covid-19.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.