ASSINE

"Capixaba de coração", diz paciente de Manaus curado da Covid-19 no ES

Na tarde desta quarta-feira (03), dois pacientes que vieram do Amazonas para tratar da Covid-19 em hospital na Serra receberam alta. Na saída, eles agradeceram o apoio que encontraram no Estado

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 03/02/2021 às 17h18
Atualizado em 04/02/2021 às 09h39
Alta de dois pacientes de Manaus que tiveram Covid-19 e estavam internados no Hospital Jayme Santos Neves
Afrânio e Evanderson estavam internados no Hospital Dr. Jayme Santos Neves, na Serra. Crédito: Fernando Madeira

As máscaras escondiam os sorrisos mas as vozes entregavam a alegria dos amazonenses Evanderson Silva de Jesus, 27 anos, e Afrânio Jhonson Costa dos Anjos, 51. Eles estão curados da Covid-19 e voltarão para casa nesta quarta-feira (03).

Os dois fazem parte do grupo de 36 pacientes que foram trazidos de Manaus, capital do Amazonas, para serem tratados no Hospital Dr. Jayme Santos Neves, na Serra, no dia 21 de janeiro.

Evanderson Silva de Jesus

Paciente de Manaus que estava internado no ES

"Em Manaus eu tive que dividir oxigênio com outro paciente. No começo não quis vir pra cá, mas como a situação estava complicada, acabei aceitendo vir. Fizemos uma bateria de exames aqui, me renovaram"
Alta de dois pacientes de Manaus que tiveram Covid-19 e estavam internados no Hospital Jayme Santos Neves
Evanderson contou teve medo de sair de Manaus, mas que se sentiu amparado no ES. Crédito: Fernando Madeira

O designer gráfico Evanderson contou que começou a sentir dor no corpo e febre por volta do dia 18 de janeiro. Já sem se alimentar direito, passou a ter falta de ar e teve que procurar uma unidade de saúde em Manaus.

"Eu fui em vários hospitais tentar tratamento, pois estava muito mal . Só consegui no Hospital Platão Araújo. Lá, fui internado e passei duas noites até receber o  convite para ir para outro estado. No começo eu recusei, pois fiquei assustado. Mas os médicos me convenceram que eu teria todo o suporte possível e realmente eu tive", descreve o rapaz. 

Evanderson acredita que realmente fez a diferença a transferência para o hospital capixaba. "Eu realmente penso que não estaria bem se não tivesse vindo. Os hospitais estão um caos e eu temia muito o que poderia ter acontecido. Graças ao tratamento no Espírito Santo, eu estou bem agora e só tenho a agradecer", completou o designer. 

Alta de dois pacientes de Manaus que tiveram Covid-19 e estavam internados no Hospital Jayme Santos Neves
Afrânio faz agradecimento após ficar internado no Hospital Dr. Jayme Santos Neves . Crédito: Fernando Madeira

Já o microempreendedor Afrânio contou que fez questão de escrever uma carta para o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, agradecendo. "Não há outra palavra que não gratidão. Sou muito grato a todos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, pessoal da cozinha, da limpeza, cada um que nos ajudou", disse. 

Afrânio começou a ter os sintomas no dia 9 de janeiro e depois de dias tomando remédio em casa, ele percebeu que estava piorando. Já no hospital, a família dele chegou a comprar um cilindro de oxigênio, mas acabou dividindo com outro paciente na tentativa de ajudar.

"Eu não tinha aceitado ser transferido. Mas eu vi que pessoas estavam morrendo do meu lado e cheguei a dar meu oxigênio para uma senhora que estava passando mal. Meu medo era faltar o ar e eu morrer por isso. Agora, eu sou manauara de nascença e capixaba de coração", contou Afrânio. 

Na mesma semana em que foi internado, ele perdeu dois cunhados para a doença.

LEIA A CARTA

Carta escrita por paciente de Manaus em agradecimento ao Espírito Santo
Carta escrita por paciente de Manaus em agradecimento ao Espírito Santo. Crédito: Reprodução/redes sociais

SAUDADES DE CASA

Durante a internação no Espírito Santo, a saudade de casa foi amenizada por várias chamadas de vídeo pelo celular.  Evanderson vai completar 28 anos na próxima sexta-feira (05) e já vê com a alegria um aniversário dentro de casa. 

"Eu ainda estou muito debilitado. Vou manter o afastamento social e me preocupar  em me recuperar. Eu deixei minha mãe e meu irmão em Manaus e não vejo a hora de reencontrá-los. Quero estar próximo dos meus familiares e ter o carinho deles. Estou com muita saudade. Também espero receber todas as notícias possíveis dos meus conterrâneos, pois torço por eles".

Já o encontro mais esperado para Afrânio é com a esposa e os filhos. "Que vontade de abraçá-los. Saudade demais", lembrou. 

ALTA APÓS EXAMES

De acordo com a Secretaria do Estado de Saúde (Sesa), Afrânio e Evanderson alcançaram a condição clínica para ter alta, o que significa que estão com duas amostras negativas do exame RT- PCR contra a Covid-19.

Conforme estabelecido em critérios internacionais, os pacientes só poderiam ser liberados para retornar para Manaus, no Amazonas, caso tivessem dois exames com resultado negativo.

Afrânio e Evanderson receberam uma homenagem na saída do Hospital Dr. Jayme Santos Neves:  os funcionários fizeram um corredor de despedida com palmas e bolas de soprar coloridas para festejar a alta dos dois amazonenses. 

Alta de dois pacientes de Manaus que tiveram Covid-19 e estavam internados no Hospital Jayme Santos Neves
Funcionários de hospital comemoram recuperação dos pacientes . Crédito: Fernando Madeira

Os dois partem nesta quarta-feira, às 19h45, do aeroporto de Vitória com destino à Manaus, onde o avião deve aterrizar por volta de 1h20 de quinta-feira (04).

ACOMPANHAMENTO 

A técnica do governo do Estado do Amazonas, Iris Aguiar, que acompanha os pacientes, explicou que uma equipe do governo vai aguardar os dois pacientes no desembarque e irá acompanhá-los até suas casas. 

Em relação aos óbitos, Iris informou que os dois corpos que ainda estão no Espírito Santo devem ser transferidos em breve. "O Governo do Estado do  Amazonas lamenta e dá todo apoio e amparo às famílias", pontuou. 

INTERNAÇÃO

De acordo com a Sesa, oito pacientes que vieram de Manaus estão na Unidade de  Tratamento Intensivo do Hospital Dr. Jayme Santos Neves e 23 na enfermaria, sendo que 17 deles já possuem condições de alta, aguardando apenas os resultados dos exames de RT-PCR.

No total, 36 pacientes foram transferidos para o Espírito Santo entre os dias 21 e 22 de janeiro. Três morreram em decorrência de complicações da doença.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Manaus (AM) SESA Amazonas Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 Hospital Dr Jayme Santos Neves Mutação do Coronavírus

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.