Bares e restaurantes sem limites de horário a partir de segunda-feira (07)

Serra, Vitória e mais sete cidades entraram na  classificação de risco baixo de contágio de coronavírus, classificação que permite a abertura sem limites

Publicado em 04/09/2020 às 20h10
Atualizado em 04/09/2020 às 21h47
Bares em Vitória na noite de sábado (29): Triângulo
Bares em Vitória poderão funcionar normalmente a partir de segunda-feira (07). Crédito: Carlos Alberto Silva

Os bares e restaurantes de Vitória, Serra e mais sete cidades do interior do Estado poderão reabrir nos horários normais a partir da próxima segunda-feira (07).  A flexibilização vale para as cidades classificadas como risco baixo para contaminação do novo coronavírus no Espírito Santo

A nova configuração de classificação das cidades capixabas foi anunciada pelo Governador Renato Casagrande, no início da noite desta sexta-feira (04), durante pronunciamento on-line. A medida não vale para sábado (05) e domingo (06) nas novas cidades que entraram para o risco baixo do novo mapa de risco. Independente do horário, as medidas de segurança como higienização, uso de máscaras e distanciamento social devem ser observadas.

São 28 municípios classificados como risco baixo pelo mapa de risco, entre eles Vitória, com cerca de 400 mil habitantes, e Serra, com mais de 500 mil habitantes. Essas duas cidades eram consideradas de risco moderado anteriormente, assim como Castelo, Itaguaçu, Itarana, Marechal Floriano, Presidente Kenedy e Santa Leopoldina e São Gabriel da Palha. 

"Risco baixo não é ausência de risco. O que está liberado são atividades econômicas no horário normal, mas dentro do protocolo da Secretaria de Saúde. Assim como estamos avançando, podemos retroceder na próxima matriz de risco, por isso pedimos disciplina e cuidado entre as pessoas", pontuou o governador. 

O novo mapa de risco tem objetivo central de reduzir óbitos. Em Vitória a média é de 11 mortos nos últimos 14 dias, tendo nível de ameaça moderado para este indicador. Já a Serra tem média de 16 óbitos, no mesmo período. "Conseguimos ofertar aos capixabas leitos, mas não conseguimos reduzir óbitos como deveríamos, por isso é preciso ficar atento", completou o governador. 

A nova matriz de risco considera:

  • casos ativos nos últimos 28 dias por município;
  • a média de óbitos dos últimos 14 dias por município;
  • testagem por mil habitantes por município;
  • taxa de ocupação de leitos estadual. 

A taxa de ocupação de leitos está em 54%, atualmente. 

Confira a classificação de todos os municípios capixabas:

RISCO ALTO

  • Ibatiba
  • São Mateus

RISCO MODERADO

  • Afonso Cláudio, 
  • Água Doce do Norte,
  •  Águia Branca, 
  • Alfredo Chaves,
  •  Anchieta, 
  • Apiacá, 
  • Barra de São Francisco, 
  • Boa Esperança, 
  • Cachoeiro de Itapemirim, 
  • Cariacica, 
  • Colatina,
  •  Conceição da Barra,
  •  Conceição do Castelo, 
  • Domingos Martins, 
  • Dores do Rio Preto, 
  • Ecoporanga, 
  • Governador 
  • Lindenberg, 
  • Guaçuí,
  • Guarapari,
  • Ibitirama, 
  • Irupi, 
  • Itapemirim, 
  • Iúna, 
  • Jaguaré,
  •  Jerônimo Monteiro,
  •  Laranja da Terra, 
  • Linhares, 
  • Mantenópolis,
  •  Marataízes,
  • Montanha, 
  • Mucurici, 
  • Muniz Freire, 
  • Muqui,
  •  Nova Venécia,
  •  Pancas,
  •  Pedro Canário, 
  • Pinheiros, 
  • Piúma,
  •  Ponto Belo,
  •  Rio Bananal, 
  • Rio Novo do Sul, 
  • São Roque do Canaã,
  •  Sooretama, 
  • Vargem Alta, 
  • Viana, 
  • Vila Pavão, 
  • Vila Valério,
  • Vila Velha.

RISCO BAIXO

  • Alegre,
  •  Alto Rio Novo, 
  • Aracruz,
  •  Atílio Vivácqua, 
  • Baixo Guandu, 
  • Bom Jesus do Norte,
  • Brejetuba,
  •  Castelo, 
  • Divino de São Lourenço,
  •  Fundão, 
  • Ibiraçu,
  •  Iconha,
  • Itaguaçu,
  •  Itarana, 
  • João Neiva, 
  • Marechal Floriano, 
  • Marilândia, 
  • Mimoso do Sul, 
  • Presidente Kennedy, 
  • Santa Leopoldina, 
  • São Gabriel da Palha, 
  • Santa Maria de Jetibá,
  •  Santa Teresa, 
  • São Domingos do Norte, 
  • São José do Calçado, 
  • Serra, 
  • Venda Nova do Imigrante,
  • Vitória.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.