ASSINE

Após protesto de tatuador, prefeitura remove faixa 3D em rua de Vila Velha

A pintura da faixa de pedestres ultrarrealista foi feita na Rua Rio de Janeiro, no bairro Jockey de Itaparica. A remoção do desenho foi feita nesta quarta-feira (26)

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 27/05/2021 às 10h26
Funcionários removem faixa de pedestres pintada por morador. Crédito: Divulgação/PMVV
Funcionários removem faixa de pedestres pintada por morador. Crédito: Divulgação/PMVV

Prefeitura de Vila Velha removeu a faixa de pedestres ultrarrealista - com efeito 3D - pintada por um morador da rua Rua Rio de Janeiro, no bairro Jockey de Itaparica. A cobertura do desenho foi feita na noite desta quarta-feira (26).

Por nota, a prefeitura informou que a engenharia de trânsito de Vila Velha fez uma visita técnica ao local na noite de terça-feira (25), e a empresa responsável fez a retirada na noite desta quarta. Segundo a área técnica, o local é impróprio para instalação de qualquer tipo de faixa de pedestres.

Sobre as demandas da comunidade, a prefeitura disse que está ajustando uma reunião com as lideranças da região para os próximos dias, com o objetivo de ouvir as solicitações dos moradores. A nota destacou, ainda, que todo pedido de implantação de lombada ou qualquer sinalização pode ser feito pelo morador via Ouvidoria, pelo APP Ouve Vila Velha ou pelo telefone 162.

O autor da obra de arte é o tatuador Edinho Santana, de 49 anos, que mora no bairro há cinco. Ele contou que "tatuou" o asfalto para chamar a atenção dos motoristas, já que a rua dele não tem quebra-molas. Ele contou que o pedido já havia sido feito à prefeitura.

Vila Velha
O tatuador Edinho Santana pintou uma faixa de trânsito ultrarrealista na rua onde mora, em Vila Velha. Crédito: Edinho Santana/Arquivo pessoal

Sobre a remoção da pintura na rua, Edinho disse que não foi procurado pela prefeitura ou informado que a faixa seria retirada. Ele observou a ação dos funcionários na noite dessa quarta-feira e revelou que vai continuar a protestar com o seu trabalho. 

Edinho Santana

Tatuador

"Tem gente que protesta fechando avenida, queimando ônibus, mas eu sou artista, vou protestar do jeito que sei fazer: com educação e arte. A prefeitura podia pelo menos conversar com a gente. Isso não foi feito nem antes e nem depois da remoção da faixa"

Além da instalação de redutor de velocidade na via onde mora, Edinho defende a reforma ou a construção de uma nova praça no bairro. Segundo ele, o novo espaço público vai servir como ponto de encontro e área de lazer entre os moradores. 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.