ASSINE

Antes de idosa, outra queda de fio de energia matou cachorro em Vila Velha

Segundo moradores, cabos elétricos já caíram três vezes na Rua Amazonas, no bairro Ponta da Fruta; a idosa Nair Magioni morreu eletrocutada nessa quarta-feira (26)

Segundo moradores, só na Rua Amazonas, no bairro Ponta da Fruta, em Vila Velha, fios elétricos já caíram três vezes
Segundo moradores, só na Rua Amazonas, no bairro Ponta da Fruta, em Vila Velha, fios elétricos já caíram três vezes. Crédito: TV Gazeta

A idosa Nair Magioni, que morreu eletrocutada após a queda de um fio de energia em Ponta da Fruta, em Vila Velha, não é a primeira vítima de um acidente fatal envolvendo a rede elétrica da região. No início deste ano, um cachorro morreu no local, também ao ser atingido por um cabo que se desprendeu do poste.

De acordo com moradores, o animal morreu no dia 2 de fevereiro. "Daquela vez, partiu o cachorro no meio. O cachorro ficou jogado ali (no meio da rua). Depois, cavamos um buraco e enterramos ele na beira da praia", contou Augusto Cesar Guimarães, em entrevista ao Bom Dia Espírito Santo desta quinta-feira (27).

Augusto Cesar Guimarães

Representante comercial

"Essa fiação às vezes dá curto e muito disjuntor estoura. A gente pede que a EDP tome providência, porque é recorrente"

Para além desses dois episódios, quem vive no bairro relata que houve ainda uma terceira queda de fio elétrico na Rua Amazonas, mais antiga. "A gente sempre liga, fala que é urgente, eles vêm, resolvem, mas acontece de novo. A EDP precisa dar um parecer, fazer uma coisa mais segura", reclamou Augusto.

Augusto Cesar Guimarães é morador do bairro Ponta da Fruta, em Vila Velha, e comentou os problemas enfrentados com a rede elétrica da região
Augusto Cesar Guimarães é morador do bairro Ponta da Fruta, em Vila Velha, e comentou os problemas enfrentados com a rede elétrica da região. Crédito: TV Gazeta

Questionada sobre os problemas e a manutenção na rede elétrica em Ponta da Fruta, a empresa afirmou apenas que "em casos de ocorrências, a concessionária deve ser contatada imediatamente pelo site, pelo aplicativo EDP Online ou pela Central de Atendimento, no telefone 0800 721 0707".

IDOSA MORRE ELETROCUTADA: RELEMBRE O CASO

No final da tarde dessa quarta-feira (26), a idosa Nair Magioni, de 65 anos, estava saindo de uma horta comunitária na Rua Amazonas quando um fio de alta tensão se desprendeu da rede e a atingiu. Um homem que estava no local tentou ajudá-la, mas não conseguiu. Ela morreu eletrocutada, na hora.

Nair Magioni tinha 65 anos e morreu eletrocutada na Ponta da Fruta, em Vila Velha
Nair Magioni tinha 65 anos e morreu eletrocutada na Ponta da Fruta, em Vila Velha. Crédito: Reprodução/TV Gazeta

Integrante da Guarda Municipal de Vila Velha, o subinspetor Meneli afirmou que quando a equipe chegou ao local, a vítima já estava sem vida. "Infelizmente, constatamos o rompimento desse cabo e pudemos observar que ela já tinha ido a óbito. Ainda estava passando tensão no fio. Não pudemos fazer nada", disse.

No local, já estava um funcionário da EDP que fez o contato com a concessionária e desligou a rede elétrica. Por meio de nota, a empresa apenas afirmou que "se solidariza com os familiares da vítima e que está apurando o ocorrido". Não foi dada uma previsão para que a energia seja restabelecida na região.

MORTE ACIDENTAL

A reportagem entrou em contato com a Polícia Civil para saber se a morte seria investigada. Por nota, a PC respondeu que o caso foi registrado como morte acidental, não sendo competência da Polícia Civil a instauração de procedimento investigatório. Informou que, nessas situações, a responsabilização se dá em esfera cível, cabendo à parte ofendida ou seu representante a adoção de providências cabíveis.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.