ASSINE

Ex-paquita Catia Paganote se muda para Vitória e brinda nova fase

Catia Paganote está morando no ES, ao lado da filha, Valentina, e está totalmente disposta a recomeçar; já desfrutando da fama, a ex-paquita abriu o jogo sobre sua vida ao Divirta-se

Publicado em 16/01/2020 às 09h05
Atualizado em 16/01/2020 às 13h34
 . Crédito: Léo Ornelas
 . Crédito: Léo Ornelas

Aos 5 anos de idade, Catia Paganote - que aos 10 viria a se tornar paquita - saiu do Rio de Janeiro para morar em Brasília por decisão dos pais. Lá, já experimentou um pouco da fama ao protagonizar em campanhas infantis e outras ações publicitárias. Depois do Distrito Federal ter esgotado as possibilidades, ela voltou à Cidade Maravilhosa, fez sucesso ao lado de Xuxa na Globo e agora, aos 44, decidiu vir morar em Vitória, no Espírito Santo.

"Não teve um porquê definido. Minha mãe é capixaba, de Cachoeiro. Tenho primos, tias aqui e, no começo do ano passado, montamos um grupo da família no WhatsApp para nos reunirmos no Natal e réveillon. Eu vim ao Estado fazer alguns shows na mesma época e um primo meu acabou me incentivando a vir de vez", relata ela, em entrevista à reportagem.

Catia, que já estava morando há anos no Rio, diz ter se cansado um pouco da Cidade Maravilhosa e de tudo o que vem acontecendo por lá. Também avalia que a criação da filha, Valentina, de 9 anos, pode ser mais bem aproveitada em terras capixabas. "Eu estava um pouco de saco cheio, para falar a verdade, com tudo o que está havendo. O Rio está falido, violento...", justifica.

A ex-paquita e modelo Catia Paganote e filha, Valentina. Crédito: Arquivo pessoal
A ex-paquita e modelo Catia Paganote e filha, Valentina. Crédito: Arquivo pessoal

De cara, ela se apaixonou pelas belezas capixabas assim que chegou de mala e cuia na Capital. "O que me encantou fora os homens (risos)? Foi todo o clima e suporte.", brinca ela.

Catia Paganote

Ex-paquita

"Todo mundo achou que eu tinha vindo para Vitória por causa de um amor. Mas não é! Não tem nenhum homem rico me bancando, mas inscrições estão abertas (risos)"

"Vitória é um mini-Rio, como vocês também já falaram. Não deixa de ter praias maravilhosas, de ter um clima quente e as pessoas são agradáveis. Estou me adaptando e conhecendo tudo aos poucos. Encontrei essa coisa do apoio que eu já não tinha mais no Rio", confidencia, durante bate-papo que teve com o trio de jornalistas - formado por Pedro Permuy, Erik Oakes e Gustavo Cheluje - que apresenta o Sexta Fire, programa de entretenimento do Divirta-se que vai ao ar nas plataformas digitais de A GAZETA.

Mas, apesar de florear tanto a vinda definitiva, ela entende que a decisão é um desafio a essa altura da carreira. "Sou uma pessoa conhecida. Minha carreira já vem de anos. Meu mundo artístico está pronto há anos. Comecei com 5 e estou com 44, então são muitos anos mesmo. Tudo o que eu faço, independente de onde estiver, eu sou chamada", arremata.

 . Crédito: Arquivo pessoal
 . Crédito: Arquivo pessoal

"MARLENE NOS TRANSFORMOU EM MULHERES SÁBIAS E RESPONSÁVEIS"

Marlene Mattos, que foi por anos a empresária de Xuxa, trava uma briga com a apresentadora que já se arrasta há anos. Em 2018, toda a polêmica veio à tona depois de a loira dar uma entrevista à "Caras" Argentina e dizer que se sentiu roubada pela então funcionária. À época, a "mãe" das paquitas retrucou, mas as acusações não passaram muito de troca de farpas na web.

Marlene Mattos e a apresentadora Xuxa. Crédito: TV Globo/Divulgação
Marlene Mattos e a apresentadora Xuxa. Crédito: TV Globo/Divulgação

No entanto, para Catia e para as outras seis paquitas da segunda formação, Marlene foi uma ótima gestora. "Não tinha assédio. Éramos crianças. E Marlene nos controlava muito bem, essa era a palavra", fala.

Aliás, grande parte das histórias dessa época - incluindo os três casamentos de Catia, estão detalhadamente contadas em seu livro "Minha Vida é Um Show", lançado no fim de 2019. "Quem sabe vem o quarto (casamento), né? (Risos). Mas não estou à procura", gargalha. Na obra, de autoria própria, estão fotos inéditas da vida da ex-paquita e até os cuidados que ela mantém até hoje com disciplina, exercícios e vida pessoal.

À reportagem, ela admitiu já ter feito implantes de silicone nos seios, em cirurgia realizada há mais de 20 anos, e garante que o corpão é mantido à base de ginástica (quando dá), alimentação regrada (que ela aprendeu a ter) e massagens. "Um botox de vez em quando, para dar um ar de descansada, também rola (risos). Mas a boca, olha, é minha mesmo", brinca.

O trabalho com o suor sempre se dividiu com a vida profissional da modelo, que desde cedo ganhou fama e um catatau de responsabilidades que, a rigor, não fazem parte da infância. Tanto que ela não vê a própria filha trilhando o mesmo caminho: "Não vejo a maturidade que eu tinha na Valentina. Mas vou incentivá-la a fazer o que quiser". Neste ponto, a menina interrompeu e contou: "Eu quero ser arqueóloga".

E Catia continuou: "Fui emancipada aos 14 anos de idade e minha mãe dava autorização à Marlene para eu viajar o mundo todo. Tinha que voltar como eu tinha ido, imagina a responsabilidade. Marlene conseguiu ter visão e pegar essas meninas e nos transformar em mulheres com sabedoria e responsabilidade", corrobora.

E assim como o grupo no WhatsApp com a família, Catia também mantém dois outros grupos no aplicativo de mensagens com a própria Xuxa e as outras ex-paquitas. "Tem um (grupo) com a primeira geração e outro com as outras gerações mais novas. Somos mulheres adultas, enviamos todo o tipo de vídeos, mensagens, perguntas... Mas o mais importante é que nos respeitamos. Todas", comemora.

Nesse mesmo astral ela pretende tomar novos rumos pelo Espírito Santo afora: "Não tenho medo de perder tudo e recomeçar. Mas batalhar pelo meu espaço em uma cidade nova é um grande desafio. Ainda estou aqui, sem um pouco de direção, mas gosto disso".

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.