ASSINE

Nany People resgata as fases do amor em apresentação no ES

Artista vai encenar a peça "Nany é Pop" pelo YouTube. No teatro, a humorista fala das fases da paixão e solta a voz com clássicos românticos

Publicado em 17/11/2020 às 13h34
Atualizado em 17/11/2020 às 20h13
A artista Nany People
A artista Nany People. Crédito: Marcos Guimarães

A entrevista com Nany People estava marcada para 10h30 da última segunda (16). Segundos depois de o relógio dar o horário combinado, a reportagem liga e a artista atende animada e com uma piada no gatilho: "Que pontualidade britânica! Quantos anos você tem?". E, depois de revelar a idade, o repórter escuta o restante: "O Brasil tem que dar certo com os novinhos, mesmo. Porque os velhos estão todos contaminados já (risos)".

O show de bom humor logo cedo é só uma das facetas de que a cantora, atriz, humorista e performer de 55 anos é dotada. E ela vai mostrar um pouco mais que suas habilidades com a comédia no próximo sábado (21), às 20h, no YouTube. Na oportunidade, estará no Espírito Santo para apresentar, pela internet, "Nany é Pop - um musical", seu novo espetáculo que fala sobre as fases do amor. 

"O texto do 'Nany é Pop' tem só o mote, que é cantar o amor nos três estágios da água. Gasoso, quando você está apaixonado; quando começa a condensar, que fica mais pesado, quando você desaba; e depois a catraca livre, quando fica líquido. Liquído você sabe que entra em qualquer buraco, pronta para o crime", dispara, às gargalhadas.

E continua: "E depois sossega o facho. E o ciclo começa outra vez, porque ele nunca acaba. E se fica parado, cria bicho. Água que não corre cria bicho (risos)".

Este é o sexto espetáculo do 11º Circuito Banestes de Teatro, que trará ainda mais duas peças on-line e de graça para o público em 2020. "Nany é Pop" será encenado diretamente do Teatro da Ufes, em Vitória, para todo o mundo, e ainda terá o QR Code para doações, que serão em prol do projeto SOS Graxa ES, movimento em prol de profissionais dos bastidores de eventos.

Nany People

Artista, questionada sobre alto astral para lidar com a vida

"Tenho alegria de viver. Gratidão pelo que faço para ser assim. Tem que ser grata, muito, o tempo todo. Agradeço até o que não dá certo, porque não era para ser para mim "

Durante a pandemia, Nany, que fazia dezenas de apresentações pelo Brasil afora, acabou se vendo parada dentro de casa, em São Paulo, pensando em formas de reinventar. E pelo papo que adota hoje em dia, ela, realmente, conseguiu ver oportunidades pelo horizonte.

"Fiquei dois meses sem nada. A minha vida na internet começou quando um shopping me chamou para entrevistar pessoas. Entrevistei de A a Z, e só gente incrível. Foi maravilhoso. Live, essa de Vitória, será a segunda. Fiz uma apresentação pela internet beneficente em Poços de Caldas (Minas Gerais)", lembra.

Mas a evolução da atriz não foi só tecnológica. Aliás, sua transformação neste período foi minimamente ligada à web. Na maior parte, ela resgatou alguns valores que já estavam perdidos em sua rotina corrida.

"O que a pandemia me ensinou é: 'Nem tudo que eu posso, eu devo. E nem tudo que eu quero, eu preciso'. Mas que a gente não precisa de muita coisa. Eu, por exemplo, estou indo a Vitória em um determinado dia, que é antes da apresentação. Antigamente, nunca faria isso. Porque já estaria vindo de uma ponte aérea louca para chegar em cima da hora em Vitória. Estou mais seletiva", justifica.

Nany People

Artista, sobre mudanças após o confinamento pela pandemia da Covid-19

"Aprendi a dar mais valor ao que tem sabor "

E toda essa mudança da artista acaba refletindo, diretamente, no quanto seus espetáculos se tornam camaleões à medida que vão caindo na graça do público. E em "Nany é Pop", é claro, essas diferenças surgem agregadas de metáforas de amor.

"Pensa que eu estou com 'Tsunany' - seu outro espetáculo - há nove anos em cartaz. E não tem mais texto escrito. Tenho motes. Cada vez que a pessoa vê o espetáculo está diferente. E o texto do 'Nany é Pop' é o amor nos três estágios", reitera.

Questionada sobre em qual fase do amor ela se encontra, Nany não perde a piada: "Quem não está em nenhuma das fases está morta! Ou está nas nuvens, ou é temporal... Ou virou água parada! Mas não vou falar em qual estou (risos). Às vezes, vivo as três fases em um dia só. Funciono muito bem quando estou apaixonada, até porque só namoro novinho".

E a artista conclui: "Quem gosta de pau velho é orquídea e eu sou trepadeira. E novinho tem essa coisa de ter que formatar? Tem que formatar. Mas o novinho você paga uma CNH, uma viagem para o Beto Carreiro... O velho você tem que pagar um exame de próstata".

A artista Nany People
A artista Nany People. Crédito: Marcos Guimarães

BATE-PAPO

Se você achou o bate-papo com Nany divertido, então se prepare. Para deixar a live mais especial, após apresentação, a atriz vai conversar virtualmente com o público, que poderá enviar perguntas. O tema será "As transformações do humor" e a mediação ficará por conta do ator, apresentador e comediante capixaba Haeckel Ferreira (@aquelecaratv ) .

E se você não puder acompanhar tudo ao vivo, não se preocupe. A live de "Nany é Pop" ficará disponível pelo período de um mês no Youtube da WB Produções após a apresentação.

SERVIÇO

Espírito Santo Internet Coronavírus Coronavírus no ES Fique bem LGBTQIA+ celebridades comedia espírito santo Famosos teatro youtube

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.