ASSINE

Luciano Huck exibe "Lata Velha" com capixabas 2 meses após visita ao ES

Programa vai mostrar reforma de uma van de um time de futebol feminino de Vila Velha

Publicado em 14/11/2019 às 20h09
O time Vila Nova no caldeirão do Huck. Crédito: Marlyson Tadino
O time Vila Nova no caldeirão do Huck. Crédito: Marlyson Tadino

O capixaba foi surpreendido com a visita de Luciano Huck no último dia 19 de setembro, no Convento da Penha, em Vila Velha. Na época, o apresentador veio ao Espírito Santo gravar com um time feminino de futebol o quadro "Lata Velha". O resultado de toda a gravação irá ao ar neste sábado (16), a partir das 16h, no Caldeirão do Huck (TV Globo).

Do convento, Huck encontrou com as meninas do Vila Nova, atual tetracampeão capixabana categoria, durante uma partida contra o Fluminense, no 38º BI, na Prainha. De lá, partiram para o bairro Vale Encantado onde é a "sede" do time.

No local, mais exatamente no campinho surrado do bairro vilavelhense, as jogadoras se viram surpreendidas com a notícia de que a van, de 1997, que as leva para disputar as partidas pelo Estado, de propriedade do técnico do time, Luciano Tadino, seria reformada.

Este vídeo pode te interessar

Van do time feminino do Vila Nova é vai ser reformada no quadro Lata Velha do Caldeirão do Huck. Crédito: Murilo Cuzzuol
Van do time feminino do Vila Nova é vai ser reformada no quadro Lata Velha do Caldeirão do Huck. Crédito: Murilo Cuzzuol

O capixaba foi selecionado para o programa após uma atleta de sua equipe escrever uma carta. Nela, relatava a condição do automóvel que sempre quebrava.

"Cansada de passar sufoco, a Fernanda disse que iria escrever para o Luciano Huck. Mas não acreditava que ele viria até a minha casa", conta.

A vinda de Luciano ao Espírito Santo rendeu muitos comentários nas redes sociais. Para conferir como o carro ficou, basta ficar ligado no "Caldeirão do Huck" deste sábado.

SEGUNDO TIME CAPIXABA NO LATA VELHA

Esta não é a primeira vez que um capixaba é contemplado no quadro. Em 2010, o "Lata Velha" aterrissou pela primeira vez no Espírito Santo, mais precisamente no município de Castelo, onde encontrou Bárbara Vettorazzi. Na época com 21 anos, ela e mais sete amigas montaram um time de futebol feminino, o Campestre Futebol Clube. 

A jogadora ganhou a reforma de sua caminhonete Ford F 75 amarelo, uma herança de seu avô, Seu Joaquim.  Por sinal, este era o veículo que levava o time para os jogos e quem dirigia era o Seu Joaquim. Elas escreveram uma carta para o Caldeirão pedindo a reforma do veículo que estava bem avariado. Sem ele, o time não tinha condições de jogar.

Na época,  o grupo de amigas teve de cantar e dançar como o grupo “As Frenéticas” interpretando as canções “Dancing Days” e “Perigosas”. Com o desafio vencido, o carro foi turbinado.

A estudante Bárbara Vettorazzi, de Castelo, suas amigas e Luciano Huck, no quadro
A estudante Bárbara Vettorazzi, de Castelo, suas amigas e Luciano Huck, no quadro "Lata Velha", em 2010. Crédito: TV Globo/Blenda Gomes

*Com informações de Guilherme Silva

A Gazeta integra o

Saiba mais
capixaba convento da penha luciano huck televisão tv globo capixaba

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.