ASSINE

Escolas de samba seguem calendário para o Carnaval de Vitória 2021

Apostando na possível criação de uma vacina contra o coronavírus, o presidente da liga, Edvaldo Teixeira da Silveira, acredita que a folia vai acontecer em menor escala

Publicado em 01/07/2020 às 13h13
Atualizado em 15/07/2020 às 12h30
Desfile da Mocidade Unida da Glória no Sambão do Povo
Desfile da Mocidade Unida da Glória 2020. Crédito: Rodrigo Gavini

A pandemia do novo coronavírus deixou as datas de eventos futuros incertas e alguns organizadores culturais têm trabalhado sem uma perspectiva concreta de quando suas movimentações presenciais poderão de fato ocorrer.

No Espírito Santo, temos o Carnaval de Vitória, uma atração grande e riquíssima, que exige das escolas que passem a se organizar quase um ano antes do próximo show na avenida. O presidente da Liga Independente das Escolas de Samba do Grupo Especial (Liesge), Edvaldo Teixeira da Silveira, afirmou em entrevista a CBN Vitória, na manhã dessa quarta-feira (01), que os preparativos seguem ocorrendo. “Foi decidido em reunião da liga seguir um calendário”, relatou Silveira.

Edvaldo Teixeira da Silveira

presidente da Liga Independente das Escolas de Samba do Grupo Especial (Liesge)

"Estamos torcendo para que tenha carnaval ano que vem. Se Deus quiser, essa bendita vacina vai sair esse ano ainda."

O evento no Sambão do Povo tem sua data de realização prevista para o início de fevereiro na organização da liga, sempre uma semana antes do carnaval oficial. O presidente da liga ressalta que, nesse primeiro momento, não estão pensando em uma possibilidade de realização virtual, como foi o caso da tradicional Festa da Penha. “Acreditamos que haverá carnaval sim, com presença de público, talvez com uma quantidade menor de pessoas nas arquibancadas, no camarote”, comenta Silveira.

Questionado sobre as atividades das escolas do Rio de Janeiro como parâmetro para a realização do carnaval no ES, o presidente declarou que, até então, o Rio não tem decisão sobre o seu desfile. “Não iremos nos basear no Carnaval do Rio, nosso carnaval é menor”, esclareceu Silveira.

As atividades atuais das escolas estão sendo marcadas por lançamentos virtuais de enredo e samba-enredo. Como é o caso da Andaraí, que em sua live solidária no YouTube, às 12h30 do domingo (05), estará mostrando ao público o tema do seu próximo desfile, assim como já fizeram MUG e Novo Império.

Edvaldo também comentou na entrevista que as escolas estão se mobilizando na ajuda dos afetados pela quarentena. “Esse ano tem mais trabalho, mas tá seguindo o seu curso”, pontua Silveira, a respeito das ações solidárias que estão sendo necessárias e as limitações impostas pelo cenário.

Quanto ao prosseguimento das atividades, Silveira declarou que outubro será o mês em que já se deve saber melhor como continuará a programação. No entanto, comenta: “Acho bem difícil que esse ano haja ensaios nas quadras com presença”.

Este vídeo pode te interessar

Fica, portanto, a expectativa de que o desfile das tradicionais escolas de sambas possam alegrar os capixabas em fevereiro de 2021. Claro, se conseguirmos combater a Covid-19.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.