ASSINE

Principais festivais de cinema do mundo se unem e promovem evento digital

Cannes, Veneza e Berlim se juntam para evento organizado pelos responsáveis por Tribeca e pelo YouTube, terá filmes e debates

Publicado em 27/04/2020 às 16h33
Atualizado em 27/04/2020 às 16h34
Logo do We Are One: A Global Film Festival, festival de cinema digital
Logo do We Are One: A Global Film Festival, festival de cinema digital. Crédito: Divulgação

Diante do isolamento social causado pela pandemia de coronavírus, alguns dos principais festivais de cinema do mundo resolveram se unir para lançar um evento digital, que começa em 29 de maio.

O We Are One: A Global Film Festival surgiu a partir de uma parceria entre o YouTube e o Tribeca Enterprises, companhia nova-iorquina cofundada por Robert De Niro e que está por trás do Festival de Tribeca.

Serão dez dias de programação gratuita, de 29 de maio a 7 de junho, disponível na página youtube.com/weareone. Além de longas-metragens, serão transmitidos curtas, bate-papos e conteúdos musicais, sem qualquer tipo de anúncio ou cobrança.

A curadoria é fruto de uma parceria entre 20 mostras renomadas, de diversas origens. São elas, além de Tribeca, os festivais de Annecy, Berlim, Londres, Cannes, Guadalajara, Macau, Jerusalém, Mumbai, Karlovy Vary, Locarno, Marrakech, Nova York, San Sebastián, Sarajevo, Sundance, Sydney, Tóquio, Toronto e Veneza. Ainda não há detalhes da programação, que deve ser divulgada em uma data próxima ao início do evento.

Aqueles que assistirem às exibições do We Are One poderão fazer doações destinadas ao combate da Covid-19 pela Organização Mundial da Saúde. Outros grupos, de diversos países, que trabalham para conter a pandemia também serão beneficiados.

"O We Are One: A Global Film Festival une curadores, artistas e contadores de histórias para entreter e prover alívio às audiências globais", disse Jane Rosenthal, que coordena o Festival de Tribeca, em comunicado. "Ao trabalhar com nossos incríveis festivais parceiros e com o YouTube nós esperamos que todos provem um gosto do que faz cada festival único e que apreciem a arte e o poder dos filmes."

O evento digital não planeja ser um substituto às mostras que precisaram ser adiadas ou que ainda não têm certeza se poderão ser realizadas devido à Covid-19. A intenção é criar uma programação única, paralela àquilo que Cannes ou Veneza pretendem apresentar se de fato conseguirem prosseguir com suas edições de 2020.

Na semana passada, os responsáveis pelo Festival de Veneza disseram que o evento deve ocorrer nas datas inicialmente planejadas, entre 2 e 12 de setembro. Eles também criticaram a organização do Festival de Cannes por sua aparente inação diante da pandemia. A mostra francesa estava marcada para os dias 12 a 23 de maio, mas foi adiada.

Cinema Fique bem cultura Isolamento social

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.