ASSINE

Evergrande anuncia criação de Comitê  de Gestão de Risco para evitar calote

Gigante imobiliária chinesa enfrenta crise de liquidez e alertou para um possível calote de títulos em dólares após ter sido chamada a pagar US$ 260 bilhões em obrigações de dívida

Tempo de leitura: 2min
Publicado em 06/12/2021 às 10h52
Gigante chinesa Evergrande Group
Gigante chinesa Evergrande Group. Crédito: Reprodução/Evergrande Group

O China Evergrande Group anunciou nesta segunda-feira (6), em comunicado à Bolsa de Hong Kong, que decidiu formar um Comitê de Gestão de Risco, em meio à crise financeira da gigante imobiliária chinesa. Entre os membros do comitê, estão lideranças da própria companhia e de outras empresas.

De acordo com a Evergrande, o grupo será importante para "mitigar e eliminar futuros riscos" atrelados aos negócios da incorporadora. "O Conselho da Evergrande acredita que a experiência dos membros do Comitê, bem como os recursos que eles poderiam utilizar, serão benéficos para o grupo superar os desafios que enfrenta atualmente", disse a Evergrande, que ao fim do comunicado ainda recomendou "cautela" a investidores ao negociarem títulos da empresa.

ALERTA PARA POSSÍVEL CALOTE

Em um comunicado na sexta-feira (3), o China Evergrande Group alertou para um possível calote de títulos em dólares após ter sido chamada a pagar US$ 260 bilhões em obrigações de dívida.

"À luz do atual status de liquidez do grupo, não há garantia de que o grupo terá fundos suficientes para continuar a cumprir suas obrigações financeiras", disse no comunicado.

Este vídeo pode te interessar

O período de carência de 30 dias para US$ 82 milhões em pagamentos de cupons de títulos onshore e offshore com vencimento em 6 de novembro também está expirando, de acordo com a empresa de pesquisa de dívidas CreditSights.

A incorporadora listada em Hong Kong solicitou ajuda do governo chinês, com o governo da província de Guangdong enviando uma equipe de trabalho para ajudar a empresa a gerenciar seus riscos.

Fonte: Dow Jones Newswires.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.