ASSINE

Ministério da Saúde abre seleção com salário de até R$ 11 mil

Oportunidades são para profissionais com nível médio e superior; interessados podem se inscrever até 7 de setembro, pela internet

Publicado em 31/08/2020 às 11h18
Atualizado em 31/08/2020 às 14h40
ministério da saúde
Ministério da Saúde vai selecionar profissionais temporários para atuar em hospitais federais no Rio de Janeiro . Crédito: Marcello Casal/Agência Brasil

Ministério da Saúde vai abrir processo seletivo simplificado para contratar 4.117 profissionais de vários cargos para atuar com contrato temporário. As remunerações iniciais variam de R$ 1.700 a R$ 11.000, com jornadas de trabalho de 24 a 40 horas semanais.

A oferta é de 1.380 para quem tem ensino médio e 2.737 para quem tem formação de nível superior. Todos os selecionados serão lotados no Rio de Janeiro. As regras do certame foram publicadas no Diário Oficial da União desta segunda-feira (31).

As inscrições podem ser feitas até 7 de setembro, no site www.saude.gov.br. Não haverá cobrança de taxa de participação.

O processo seletivo será feito por meio de análise de documentos e a lista de aprovados deve ser divulgada até 30 de outubro.

Os candidatos que têm o ensino médio poderão concorrer aos cargos de técnico de enfermagem (865 vagas, com inicial de R$ 2.000, com jornada de 40 horas semanais) e de atividade de suporte em gestão e manutenção hospitalar, apoio técnico e diagnóstico (515, R$ 1.700, 40 horas)

Já para nível superior, as oportunidades são para médico (1.137 chances, R$ 11.000, para 24 horas semanais), enfermagem (996, R$ 3.500, 40 horas) e atividades de gestão e manutenção hospitalar, apoio técnico e diagnóstico (604, R$ 3.000, 40 horas).

Os profissionais vão trabalhar em uma das nove unidades hospitalares: Hospital Federal de Andaraí (HFA), Hospital Federal de Bonsucesso (HFB), Hospital Federal de Lagoas (HFL), Hospital Federal dos Servidores do Estado (HFSE), Hospital Federal de Ipanema (HFI), Hospital Federal Cardoso Fontes (HFCF), Instituto Nacional de Cardiologia (INC), Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (INTO) e Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA)

O Ministério da Saúde informou que as contratações serão para atuar na área de assistência e apoio à assistência à saúde, com duração de contratos por seis meses, podendo ser prorrogados por até dois anos

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.