ASSINE

IBGE prorroga inscrições para concurso com 4.153 vagas no ES; veja lista

São mais de 200 mil vagas em todo o Brasil. Há oportunidades nos 78 municípios capixabas

Tempo de leitura: 4min
Vitória
Publicado em 30/12/2021 às 10h44
IBGE faz primeiro teste preparatório do Censo Demográfico 2022, na Ilha de Paquetá, no Rio de Janeiro
IBGE abre mais de 200 mil vagas em todo o Brasil. Crédito: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) prorrogou até o dia 21 de janeiro as inscrições para as 4.153 vagas temporárias no Espírito Santo voltadas ao Censo Demográfico 2022. São mais de 200 mil vagas em todo o Brasil. Há oportunidades nos 78 municípios capixabas.

Os postos são para: 

  • Recenseador: 3.671 vagas
  • Agente censitário supervisor: 103 vagas
  • Agente censitário municipal: 379 vagas

Para recenseador, é necessário que o candidato tenha ensino fundamental. A jornada de trabalho mínima é de 25 horas semanais, além da participação integral e obrigatória no treinamento.

A remuneração será de acordo com a produtividade. No site do instituto, é possível fazer uma simulação de quanto o profissional pode receber. Para isso, basta informar o município e a quantidade de horas que pretende dedicar ao trabalho.

A taxa de inscrição para recenseador é de R$ 57,50, e de R$ 60,50 para agente censitário. A taxa pode ser paga até 16 de fevereiro. Com a prorrogação dos prazos, as provas foram adiadas de 27 de março para 10 de abril.

Já o requisito para concorrer aos cargos de agente censitário supervisor e agente censitário municipal é ter o ensino médio. O salário é de R$ 1.700 e R$ 2.100, respectivamente, com jornada de 40 horas semanais. Os profissionais também vão receber auxílio-alimentação de R$ 458. A duração dos contratos é de 5 meses, podendo ser prorrogado.

Os candidatos podem concorrer aos dois processos seletivos, já que as provas dos recenseadores serão realizadas no turno da manhã e a dos agentes censitários na parte da tarde.

As provas objetivas serão aplicadas presencialmente seguindo os protocolos sanitários de prevenção da Covid-19. O candidato que descumprir as medidas de proteção será eliminado do processo seletivo.

De acordo com o coordenador de Recursos Humanos do IBGE, Bruno Malheiros, a prorrogação é um processo normal e esperado em processos seletivos deste porte.

“Há o acréscimo de ser um processo que foi aberto em um período de festas de final de ano, com a população viajando. Os alunos das universidades são um público que se interessa pelo trabalho de recenseador, e eles estão de férias neste momento. Além disso, muita gente está empregada com contratos temporários que expiram agora no final de dezembro, e vai começar a buscar novas oportunidades”, comenta.

ISENÇÃO DE TAXA PARA BAIXA RENDA

Os processos seletivos para o Censo 2022 permitem a solicitação da isenção do pagamento da taxa de inscrição para pessoas inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, o CadÚnico.

Para recenseador, o pedido deverá ser feito até o dia 21 de janeiro. Após o envio dos dados, a solicitação passará por uma análise da organizadora. O resultado preliminar dos pedidos de isenção de taxa será no dia 2 de fevereiro, cabendo recursos nos dias 3 e 4 de fevereiro. No dia 15 de fevereiro, sai o resultado definitivo. Caso o pedido de isenção não seja atendido, o candidato poderá pagar a taxa até o dia 16 de fevereiro.

PREPARAÇÃO PARA AS PROVAS

Os candidatos a recenseador serão selecionados por uma prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, com 10 questões de Língua Portuguesa, 10 questões de Matemática, 5 questões sobre Ética no Serviço Público e 25 questões de Conhecimentos Técnicos. A prova será aplicada no dia 10 de abril, na parte da manhã.

“O conteúdo a ser cobrado na prova está detalhado no edital. Disponibilizamos também uma apostila de conhecimentos técnicos, preparada pelo IBGE, para que o candidato obtenha os conhecimentos necessários para responder as questões sobre a operação censitária. A apostila e o Código de Ética do IBGE estão disponíveis no site da FGV”, afirma Bruno Malheiros.

Os candidatos aprovados na primeira etapa receberão um treinamento presencial e à distância, de caráter eliminatório e classificatório, com duração de cinco dias e carga horária de oito horas diárias. Os candidatos que tiverem no mínimo 80% de frequência no treinamento receberão uma ajuda de custo para transporte e alimentação. As contratações ocorrem logo em seguida.

Já os candidatos para as funções de agente censitário farão prova objetiva de caráter eliminatório e classificatório, com 10 questões de Língua Portuguesa, 10 questões de Raciocínio Lógico Quantitativo, 5 questões de Ética no Serviço Público, 15 questões de Noções de Administração / Situações Gerenciais e 20 questões de Conhecimentos Técnicos. A prova será aplicada no dia 10 de abril, na parte da tarde.

A prova para ACM e ACS tem duração de 3 horas e 30 minutos. A de recenseador tem duração de 3 horas. Os gabaritos preliminares serão divulgados no dia seguinte a aplicação das provas, no site da FGV. O resultado final está previsto para 20 de maio de 2022.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.