ASSINE
A jornalista Renata Rasseli cobre os eventos sociais, culturais e empresariais mais importantes do Estado. Sua marca é aliar notícias a tendências de moda, luxo, turismo e estilo de vida

"Diálogo e entrega são marcas da mulher líder", diz presidente da Findes

Primeira mulher a ocupar o cargo de presidente da Findes, Cris Samorini é uma das convidadas da Roda de Conversa da Rede Gazeta, com o tema "Mulher Líder", em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, no dia 11 de março

Vitória
Publicado em 08/03/2021 às 02h00
Cris Samorini, presidente da Findes
Cris Samorini recebeu a coluna RR no FindesLab, o hub da inovação no ES. Crédito: Mônica Zorzanelli

A empresária Cris Samorini, 41 anos, prova que competência e liderança não é uma questão de gênero. Primeira mulher a ocupar a cadeira de presidente da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), Cris navega desde os 17 anos em ambientes de gestão e liderança. Formada em Administração pela UVV, diretora comercial da Grafitusa, empresa que completou 100 anos em maio de 2020, Cris Samorini possui mais de 20 anos dedicados ao associativismo. Foi presidente do Sindicato das Indústrias Gráficas do Estado do Espírito Santo (Siges), da Associação Brasileira da Indústria Gráfica (Abigraf/ES) e vice-presidente do Centro da Indústria Capixaba, o Cindes.

Liderança feminina de destaque no Estado, Cris é uma das convidadas da Roda de Conversa da Rede Gazeta com o tema "Mulher Líder", em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, no próximo dia 11 de março, às 16h30,  no site A Gazeta. 

Cris Samorini

Empresária e presidente da Findes

"A mulher líder se destaca pelo diálogo e pela qualidade da entrega. Ela é comprometida. Gosto de ouvir, de decidir o que tem de ser feito e executar. Trouxe essa prática para a Findes. Eu desço no chão da fábrica e volto. Gosto de entender os processos para tomar a melhor decisão. Na Findes, eu mesma gosto de ser a ponte da indústria com os poderes Executivo e Legislativo. Não me chama para reunião, para conversar, se for para sair sem uma resolução, uma tarefa para executar."

Apesar de ter assumido a presidência da Findes durante a pandemia do coronavírus, em julho de 2020, Cris espera ampliar os projetos da Findes para tornar a indústria capixaba cada vez mais produtiva, inovadora e competitiva  e apoiar as empresas  na transição para a indústria 4.0 até o final do seu mandato em 2023. 

Para ajudar nessa tarefa, Cris conta com uma equipe profissionalizada formada por diretores e colaboradores homens e mulheres. "Não existe guerra dos sexos. Isso acabou. A mulher tem o seu lugar. O homem, o dele. Nosso trabalho é colaborativo. Cada um contribui com seus talentos para que a gestão seja eficiente. Foco nos resultados". 

ROTINA DE MULHER MARAVILHA

Para encarar os desafios da Findes, o seu trabalho na Grafitusa e os cuidados com a casa e o filho Rodriguinho, de 12 anos, Cris acorda cedo, exatamente às 04h50, e às 05h30 já está na academia. "E às 6h30, estou em casa para tomar café com meu filho. Não abro mão de acompanhar a saída dele para escola e checar as tarefas", diz a mãe zelosa. 

Cris Samorini, presidente da Findes
Cris Samorini em sua mesa de trabalho na Findes. Crédito: Mônica Zorzanelli

A carga horária de Cris é pesada, com hora para começar, mas sem hora certa para acabar. "Às segundas, meu dia é integral na gráfica, às terças, meu dia é todo na Findes. De quarta a sexta eu divido os expedientes na Grafitusa e na Federação".  Apesar da vida super agitada, a empresária não descuida da dieta e dos cuidados com a beleza. "Sou bem disciplinada com a comida, mas não sou neurótica. Tomo meu vinho, meu gim", confessa. 

Festeira e bem relacionada, Cris coleciona amigos desde da infância da cidade natal, Vitória, e das escolas Crescer e Leonardo da Vinci, por onde passou. Nos finais de semana, seu refúgio de descanso é Nova Almeida, onde a família, descendente de italianos,  tem uma casa e se reúne para celebrar a vida e recarregar as baterias. "Também sou apaixonada por cachorros. Tenho quatro pets e três deles moram lá nessa casa, que não é de verão, é do ano todo". 

Líder nata, Cris enxerga um futuro empreendedor no filho Rodriguinho, um dos três netos do seu pai, Túlio Samorini, sua grande inspiração como pessoa e liderança empresarial. "Acho que só sobrou o Rodriguinho. Os outros netos já escolheram outras carreiras. Mas ainda é cedo para saber", brinca. 

PAPO COM RR

Cris Samorini e Renata Rasseli
Cris Samorini e Renata Rasseli. Crédito: Mônica Zorzanelli

1. Não saio de casa sem: meu amuleto da sorte (foto abaixo), que tem a minha oração protetora, a foto do meu filho Rodriguinho e a minha primeira carteira de identidade,  e, claro, meu celular. Sou hiperconectada. Mesmo na academia, eu trabalho no celular. Meu personal trainer me chama a atenção, por isso.

Papo com RR - Cris Samorini

Cachorro de Cris Samorini
Cachorro de Cris Samorini. Divulgação
Tulio Samorini e Cris Samorini no dia da posse na Presidência da Findes
Cris com o pai Tulio Samorini no dia de sua posse na Findes. Arquivo pessoal
Cris Samorini e o filho Rodriguinho
Cris Samorini e o filho Rodriguinho . Arquivo pessoal
Amuleto da Sorte, com oração protetora, de Cris Samorini
Amuleto da Sorte, com oração protetora, de Cris Samorini. Arquivo pessoal
Cris Samorini e Renata Rasseli
Cris Samorini e Renata Rasseli. Mônica Zorzanelli
Cris Samorini e Renata Rasseli
Cris Samorini e Renata Rasseli
Cris Samorini e Renata Rasseli
Cris Samorini e Renata Rasseli
Cris Samorini e Renata Rasseli

2. Abro um sorrisão quando: vejo o meu filho Rodriguinho e meus cachorros, Bela, Jade, Bradock e Grafite. 

3. Viagem que está guardada na memória: Suíça. Adorei conhecer especialmente a cidade de Lugano (cidade de língua italiana na região de Ticino, no sul da Suíça). 

4. A música: Todas do Alok, sou muito fã dele. 

5 - O livro: "Gestão do Amanhã", José Salibi Neto e Sandro Magaldi.

6. O filme:  "O Estagiário". 

7. Festa boa tem: Gim, de preferência o da indústria capixaba, o DryCat. 

8. Moda é: a que você se sente bem. Mas sem manga bufante, por favor! (rsrsrs)

9. O lugar do ES: Nova Almeida, meu refúgio. 

10. Um (a) líder que inspira: meu pai, Túlio Samorini, pela ética, trabalho e disposição de empreender, e o presidente emérito da Findes, Sérgio Rogério de Castro, por tanta dedicação ao Sistema Findes e ao associativismo do ES. 

A Gazeta integra o

Saiba mais
Empreendedorismo Dia Internacional da Mulher Empoderamento feminino Liderança

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.