ASSINE
Notícias, bastidores e entrevistas exclusivas com quem é assunto no mundo dos famosos, rol de celebridades e personalidades do entretenimento que circulam no Showbiz

Capixaba Sheyla Hershey vai gastar R$ 500 mil em novos seios de 12 litros

Nesta semana, modelo, que já foi parar no Guinness Book por ter maiores seios do mundo, fará cirurgia de alto risco na coluna para fazer sua lombar suportar próteses com 12 litros de silicone em cada peito: “Quero ser eu de novo”

Vitória
Publicado em 19/07/2021 às 02h02
A modelo Sheyla Hershey tem, em 2021, próteses de silicone de 1,8 litro em cada seio
A modelo Sheyla Hershey tem, em 2021, próteses de silicone de 1,8 litro em cada seio. Crédito: Arquivo pessoal

As próteses de 6,5 litros que Sheyla Hershey possuía em cada seio antes de 2010, quando foi parar no Guinness Book, vão ser fichinha perto do próximo plano da capixaba para entrar para o livro dos recordes. A partir desta sexta-feira (23), ela começará uma verdadeira peregrinação de cirurgias que pode durar meses. Mas tudo para conquistar o novo sonho: seus novos maiores peitos do mundo.

“Quero ficar com próteses de 12 litros de silicone em cada seio. Quero ser eu de novo. Esses anos todos, sem os seios grandes, tentei ser outra pessoa, mas não consegui. Não sou eu”, confidencia, em entrevista exclusiva à coluna.

Sheyla Hershey

Modelo

"Tentei ser uma pessoa normal, com seios normais. Foquei em outras coisas... mas não consegui. Fica sempre faltando um pedaço de mim "
A modelo Sheyla Hershey com próteses de 6,5 litros de silicone em cada seio: capixaba teve os maiores seios do mundo, segundo o Guinness Book
A modelo Sheyla Hershey com próteses de 6,5 litros de silicone em cada seio: capixaba teve os maiores seios do mundo, segundo o Guinness Book. Crédito: Arquivo pessoal

A modelo que mora nos Estados Unidos terá, primeiro, que se submeter a um procedimento cirúrgico que pode deixa-la paralítica por conta da complexidade do tratamento. Segundo ela, o médico que vai operá-la alertou que um paciente a cada mil acaba ficando sem andar por conta dessa cirurgia. “Eu estava com medo, por isso estava adiando essa cirurgia. Mas seu não fizer, quando colocar as novas próteses minha coluna não vai aguentar”, justifica.

“O médico falou que é uma cirurgia arriscada, delicada. Mas não tenho escolha”, continua.

Sheyla – que sofreu um acidente de trabalho e, em seguida, outro de carro e foi salva pelo amortecimento que as próteses de silicone promoveram na hora da batida, em 2019 – acabou colhendo os males que a coluna acumulou com esses acidentes e com o peso extra das próteses com o passar dos anos.

Atualmente, com implantes de 1.200 mls de silicone em cada seio, ela já possui um aparelho implantado na lombar que emite, quando necessário, choques elétricos na região para que ela não sinta dor. Só que os quilos que seus novos seios dos sonhos vão proporcionar vão além do que o que esse dispositivo pode resolver.

“Só esse aparelhinho não vai ser o bastante. Então essa primeira cirurgia será para preparar minha coluna para as novas próteses. Tenho dores muito fortes desde 2017, quando sofri um acidente de trabalho, e de 2019, quando sofri o acidente de carro, então antes de mexer com as plásticas preciso reparar isso. Preciso reforçar a coluna para ela aguentar”, reitera.

Depois da cirurgia na lombar, Sheyla deve ficar três dias internada em um hospital de Miami, nos Estados Unidos, onde o procedimento será realizado, sob observação. 

Em seguida, terá que se submeter a um intensivo tratamento de fisioterapia. Só então, depois, é que ela começará as intervenções para reconquistar os seios fartos, só que terá que contornar mais um problema: “Nos Estados Unidos, existe um limite de tamanho. Os médicos não colocam mais do que 1.800 mls e eu quero 12.000 mls. Então uma parte da cirurgia de aumento será feita nos Estados Unidos e eu vou terminar tudo na Colômbia”, explica.

Com todos os custos, Sheyla espera gastar algo em torno de US$ 100 mil para realizar seu sonho. “Em 30 de outubro vou fazer a primeira cirurgia para aumentar os seios e já estou em contato com o cirurgião da Colômbia que vai me operar”, adianta.

As próteses escolhidas por Sheyla também são especiais e feitas de um material específico para que aguentem a pressão dos 12 litros de silicone. São as chamadas próteses salinas, que podem ser aumentadas ou diminuídas sem que sejam retiradas do corpo com o passar do tempo. Só elas, com o silicone, devem custar algo em torno de US$ 35 mil ao bolso de Sheyla.

“Estou calculando mais ou menos US$ 100 mil com tudo. Porque tem a cirurgia da coluna e a recuperação. Depois, a primeira plástica com as próteses e o silicone. Depois tem tudo isso, só que na Colômbia, então tem passagem, hospedagem... Alguns itens estou em negociação para ver se consigo melhorar o preço, mas acho que custará mais ou menos isso mesmo”, calcula.

No passado, quando fez fama com participações no programa de Gugu Liberato, Sheyla viajava dos Estados Unidos ao Brasil só para operar com cirurgião plástico que até hoje atende em Vila Velha. No Espírito Santo, a modelo realizou dezenas de intervenções estéticas, incluindo o aumento, diminuição e reconstrução das mamas, já que em um episódio do passado a capixaba acabou infectada com uma superbactéria que quase necrosou seus seios.

Apesar de todos os riscos e histórico de complicações, Sheyla está animadíssima para se ver com o novo corpo: “Medo eu já perdi há muitos anos. Não tenho medo de mais nada. Quero mesmo é me sentir feliz e realizada. E como vou tratar a coluna, que é só o que me preocupa, não terei problemas mais com a coluna no futuro”.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo Estados Unidos Estados Unidos Beleza capixaba capixaba celebridades espírito santo Famosos Cirurgia plástica

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.