ASSINE

Grupo paga R$ 265 milhões à Petrobras em acordo de leniência na Lava Jato

Valor é referente à segunda parcela dos R$ 819 milhões que Technip Brasil e Flexibras deverão arcar como reparação de danos, devolução de lucros e pagamento de multas previstas pelo MPF

Publicado em 27/06/2020 às 16h38
Sede da Petrobras no Rio de Janeiro
Sede da Petrobras no Rio de Janeiro. Crédito: Tânia Rêgo/Agência Brasil

A Petrobras recebeu R$ 265 milhões em restituições previstas em acordo de leniência firmado pelas empresas Technip Brasil e Flexibras com a Operação Lava Jato em 2019. O valor é referente à segunda parcela dos R$ 819 milhões que as empresas deverão arcar como reparação de danos, devolução de lucros e pagamento de multas previstas pelo Ministério Público Federal junto da Controladoria-Geral da União (CGU) e Advocacia-Geral da União (AGU).

O acordo foi firmado no ano passado e se refere a investigações de pagamento de propinas a pessoas ligadas à Technip Brasil e à Flexibras. A proposta contou com atuação conjunta da CGU, AGU e MPF com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DoJ, na sigla em inglês).

O primeiro pagamento, de R$ 313 milhões, foi feito em julho do ano passado.

Além dos valores, as empresas deverão apresentar informações e provas relevantes sobre a participação de terceiros nos crimes investigados pela Lava Jato, além de criar métodos de compliance e combate à corrupção.

Levantamento da Lava Jato aponta que mais de R$ 4 bilhões já foram recuperados por meio de acordos de leniência, acordos de colaboração premiada, termos de ajustamento de conduta e renúncias voluntárias de réus e investigados na operação. A expectativa da Procuradoria é recuperar outros R$ 10 bilhões nos próximos anos.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.