ASSINE

"A mais triste marca da história", diz Doria sobre 500 mil mortes por Covid

Segundo o governador de SP  "é inadmissível perdermos pessoas para um vírus sabendo que já havia uma vacina"

Publicado em 19/06/2021 às 19h47
João Doria, governador de São Paulo
João Doria, governador de São Paulo. Crédito: Governo do Estado de São Paulo/Flickr

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse na tarde deste sábado, 19, em uma postagem no Twitter, que o número de 500 mil mortos devido à pandemia da Covid-19, atingido hoje no Brasil, "é a mais triste marca da história do nosso país". "É inadmissível perdermos pessoas para um vírus sabendo que já havia uma vacina. Morreram pelo descaso", afirmou o tucano.

Doria se solidarizou com as famílias dos que morreram pela doença e questionou "quantas vidas mais serão sacrificadas pelo negacionismo e perda de tempo". "Tem gente que pode até negar que a Terra seja redonda, mas eles não podem negar que a vacina é a solução. (...) O Brasil tem pressa", afirmou. Ele não mencionou o nome do presidente Jair Bolsonaro, que questiona a eficácia das vacinas e que demorou para comprar os imunizantes.

Segundo o governador paulista, "ver outros países já comemorando a volta ao normal atesta o descaso e a incompetência de quem deveria ter cuidado do seu povo, garantido mais vacinas, acelerado a imunização, sem criar fake News, sem criticar quem está tentando trabalhar". Na postagem, Doria disse que "o único caminho para que mais famílias não chorem perdas e para voltarmos a trabalhar com tranquilidade é vacinar".

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.