ASSINE

Voluntárias do ES distribuem absorventes a mulheres no Dia da Higiene Menstrual

Grupo entregou mais de 500 pacotes de absorventes para mulheres que vivem nas ruas e em bairros de Vila Velha. Iniciativa tem como objetivo combater a pobreza menstrual; entenda o que é isso

Tempo de leitura: 2min
Publicado em 28/05/2022 às 20h18
Voluntárias distribuíram absorventes para mulheres de Vila Velha, ES, neste sábado (28). Crédito: Projeto Recriar/Divulgação
Voluntárias distribuíram absorventes para mulheres de Vila Velha, ES, neste sábado (28). Crédito: Projeto Recriar/Divulgação

Neste sábado, 28 de maio, é o Dia Mundial da Higiene Menstrual, conforme instituído pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Para lembrar a data no Espírito Santo, voluntárias distribuíram neste sábado (28) mais de 500 pacotes de absorventes para mulheres que vivem nas ruas e em bairros de Vila Velha, na Grande Vitória.

Ao longo do dia, o grupo de oito voluntárias percorreu os bairros Soteco, Boa Vista, Coqueiral de Itaparica, Divino Espírito Santo e Centro. Ao todo, foram distribuídos 590 pacotes de absorventes.

Elas fazem parte do Projeto Recriar, que já distribuiu nos últimos seis meses 1,5 mil kits de absorventes para meninas de escolas públicas da Grande Vitória.

Em entrevista ao portal G1 ES, Melissa Emanuelle da Vitória, gerente do projeto, explicou que as primeiras ações contra a pobreza menstrual começaram há cerca de um ano quando ela ouviu de uma familiar que uma adolescente não saía de casa durante o período menstrual porque não podia comprar absorventes.

"Foi através de uma adolescente que, em determinada época do mês, não saía de casa. Então ela disse para minha enteada que estava com vergonha pois usava paninho ou papel higiênico, quando tinha", contou Melissa.

Voluntárias distribuíram absorventes para mulheres de Vila Velha, ES, neste sábado (28). Crédito: Projeto Recriar/Divulgação
Voluntárias distribuíram absorventes para mulheres de Vila Velha, ES, neste sábado (28). Crédito: Projeto Recriar/Divulgação

O projeto Recriar existe há quatro anos e desenvolve ações sociais, principalmente com crianças. Atualmente, 190 estão cadastradas e participam diariamente das atividades oferecidas pelos voluntários.

Com a doação deste sábado o estoque de absorventes arrecadados para as doações acabou, de acordo com a voluntária. Interessados em ajudar podem procurar o projeto pelas redes sociais.

O QUE É POBREZA MENSTRUAL E COMO ELA AFETA A VIDA DAS MULHERES

A pobreza menstrual é o nome dado à falta de acesso de meninas, mulheres e homens trans a recursos básicos para manter a higiene no período menstrual.

O problema vai além do que não ter dinheiro para comprar um absorvente e inclui a falta de saneamento básico e água, por exemplo, para tomar um banho.

De acordo com dados do movimento Girl Up, uma a cada quatro meninas brasileiras não tem acesso a um absorvente e, por isso, falta às aulas quando está menstruada.

* Com informações de Fabiana Oliveira, do G1 ES, e de Iara Diniz, de A Gazeta

Veja também

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.