ASSINE
Ancila Viana dos Santos, de 34 anos, morta a facadas pelo ex-namorado.
Ancila Viana dos Santos, de 34 anos, morta a facadas pelo ex-namorado. Crédito: Montagem | A Gazeta

Morta a facadas pelo ex, Ancila queria ser técnica de enfermagem

Ancila Viana dos Santos, de 34 anos, era estudante e  estagiária em dois hospitais em São Mateus; Ela foi brutalmente esfaqueada e morta pelo ex-namorado, que confessou o crime

Tempo de leitura: 3min
Colatina
Publicado em 29/11/2021 às 12h30

Ancila Viana dos Santos, de 34 anos, era estudante de técnico em enfermagem e trabalhava como estagiária há dois anos no posto de saúde do bairro Santo Antônio e no US3, em São Mateus. Ela tinha o sonho de se formar e poder se dedicar à profissão por completo. Um sonho interrompido na madrugada do dia 9 de outubro, quando ela foi morta a facadas pelo ex-namorado, dentro de casa.

Carinhosa e uma profissional exemplar. É assim que a médica Wandra de Cassia Prado, colega de trabalho de Ancila, a descreve. Elas trabalhavam juntas no US3. “Uma pessoa muito competente e muito querida, principalmente para os pacientes, que ela atendia de uma forma muito amável. Toda a equipe de trabalho gostava muito dela. Era uma pessoa muito carinhosa, não se referia ninguém pejorativamente, nem esse ex dela”, conta.

A estudante enfrentou a pandemia da Covid-19 na linha de frente. Ancila e Wandra se aproximaram muito nesse período  e se tornaram amigas. As duas conversavam sobre a vida, a família, a profissão. Ancila compartilhou com a amiga o sonho de se formar.

Este vídeo pode te interessar

Wandra de Cassia Prado

Amiga de Ancila

"Era uma mulher que trabalhava e estudava, uma lutadora pela vida. Ela tinha o sonho de se tornar técnica de enfermagem. Estudava para isso."

Um sonho interrompido brutalmente na madrugada do dia 9 de outubro. Segundo o depoimento de testemunhas para a polícia, um carro, que pertencia ao ex-namorado da mulher, parou em frente a casa por volta das 3h da madrugada. Ele entrou na casa, os dois ingeriram bebida alcoólica e, depois, testemunhas ouviram os gritos da vítima.

O corpo de Ancila só foi encontrado pela mãe durante a tarde do dia 9. Havia sangue espalhado pelo chão e também nas paredes da casa. A perícia da Polícia Civil confirmou a morte da mulher por facadas.

O ex-namorado da mulher se apresentou na delegacia de São Mateus no último dia 11, e confessou o crime. O investigador Claudio Caran, da Polícia Civil, informou que o homem alegou legítima defesa, mas que não pode dar mais detalhes sobre o depoimento porque o inquérito policial segue sob sigilo.

ANCILA TENTAVA SE AFASTAR DO EX

Com a amiga Wanda, Ancila também desabafava sobre o relacionamento enquanto ainda namorava o ex. “Ela dizia que era uma relação muito complicada, tinha muita briga e muito ciúmes, e que ela queria sair disso”, relata.

Em uma tentativa de terminar, a médica conta que Ancila chegou a ficar um tempo sem celular, para impedir que o ex-namorado fizesse contato com ela. Ainda assim, o homem continuava a cercar a mulher, de acordo com a amiga.

Wandra diz que a amiga tinha dificuldade para pôr um ponto final na relação, por uma dependência emocional que ela tinha com o ex-namorado. “Eu percebi que várias vezes ela tentou sair desse relação. No fundo, ela achava que ela tinha responsabilidade de sustentar esse relacionamento”, conta.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.