ASSINE

Encontro das Mandatárias debate participação de mulheres na política

Transmitido ao vivo em A Gazeta na quarta-feira (6) a partir das 10h, evento debate a igualdade de gênero ajudando mulheres a pensar na forma de atuar nos municípios capixabas

Vitória
Publicado em 30/09/2021 às 16h40

Para discutir sobre a igualdade de gênero e ajudar as mulheres a pensarem na forma de atuar em seus municípios, a terceira edição do Encontro das Mandatárias vai ter como tema “Por Mais Mulheres na Política Capixaba”. O evento vai ser realizado de forma híbrida na próxima quarta-feira (06), a partir das 10 horas, no Palácio Anchieta, com transmissão ao vivo em A Gazeta. Você pode acompanhar a live nesta página.

Com início em 2019, o Encontro das Mandatárias se consolidou no Espírito Santo como espaço de discussão sobre a perspectiva de gênero e os direitos das mulheres, tanto nos direitos humanos, como nas políticas públicas. O objetivo é promover o empoderamento das mulheres por meio do empreendedorismo e participação nos espaços de liderança.

O evento terá como moderadora a vice-governadora do Estado, Jacqueline Moraes, colaborando na roda de discussão sobre a igualdade de gênero, visando construir uma sociedade baseada na tese da ONU Mulheres do Planeta 50-50 pelo fim da desigualdade de gênero.

"O terceiro Encontro das Mandatárias é um projeto que está inserido dentro do nosso programa ‘Agenda Mulher’ no eixo político, para mais mulheres na política capixaba. Ou seja, desenvolvemos um eixo exclusivamente para debater política pública e apartidária, onde conseguimos reunir mulheres para falar dos temas que nos afetam", destaca a vice-governadora.

Para Jacqueline Moraes, a mulher interfere em toda a sociedade, desde a economia à qualidade na política pública. "Estamos muito felizes em poder realizar esse projeto em conjunto com a Rede Gazeta e com outros parceiros que já têm desenvolvido ações de inclusão. Com isso, estamos cumprindo a pauta 2030 da ONU e o quinto objetivo que é a igualdade de gênero", ressalta.

DIREITOS CONQUISTADOS

Entre as palestrantes do evento está a pesquisadora e cientista política formada pela Universidade de Brasília, consultora de campanhas eleitorais e co-fundadora da ONG #ElasNoPoder, Letícia Medeiros. De acordo com a especialista, todo ano que antecede as eleições, sempre surgem movimentações políticas para retroceder os direitos conquistados pelas mulheres. Segundo ela, isso acaba posicionando os movimentos e organizações em uma estratégia quase que permanente de defesa.

"Temos sempre que colocar muita energia para não retroceder em direitos, nos sobrando menos tempo para uma ação mais propositiva, de pautar o debate. No nosso encontro vamos falar um pouco sobre os itens que foram abordados nas discussões sobre reforma política e que afetam a participação das mulheres. Falaremos também sobre propostas e temas que precisamos trazer de forma ativa para serem discutidas nos espaços políticos", evidencia Letícia Medeiros, que vai comandar o debate com o tema "Que diferença faz ter mais mulheres na política?".

DESIGUALDADE

Ainda que a diversidade de gênero tenha se tornado um assunto recorrente no debate público, o número de mulheres eleitas para cargos de Executivo e Legislativo ainda é baixo no Brasil. De acordo com a procuradora-geral de Justiça do Ministério Público do Espírito Santo (MPES), Luciana Andrade, que também é palestrante no evento, é preciso superar os desafios para garantir voz e igualdade feminina nos mais diferentes ambientes.

“É urgente que as mulheres participem com igualdade de todos os espaços da sociedade, notadamente aqueles de decisão, de modo que efetivamente e com isonomia deliberem sobre a implementação de políticas públicas que impactem positivamente na vida da população”, afirma.

Com o tema “Ministério Público e a Campanha pela Participação Feminina na Política”, Luciana Andrade vai abordar sobre a participação efetiva da mulher na política e seus amparos legais.

A deputada federal Tábata Amaral, eleita uma das 100 jovens lideranças que estão mudando o mundo pela revista Time e uma das 100 mulheres mais influentes do mundo pela BBC, também é palestrante desta edição do Encontro das Mandatárias. A parlamentar abre a programação, abordando o tema "Violência Política de Gênero".

A apresentação do evento vai ser conduzida pela colunista de A Gazeta Renata Rasseli. Além da participação de entidades políticas de todo o Estado, o governador Renato Casagrande também é presença confirmada.

INSCRIÇÕES

O evento será realizado de forma híbrida. Ao todo, foram abertas 90 inscrições para participar do encontro presencialmente. Essas vagas são destinadas para a senadora, vereadoras, deputadas estaduais e federais em exercício, que poderão ter a participação confirmada pelo seguinte link até segunda-feira (4): https://forms.gle/JhDbV9Y6tjXsEgKB6.

As mulheres capixabas que se interessarem pelo tema poderão acompanhar pela transmissão ao vivo nesta página em A Gazeta.

LANÇAMENTO DE OBSERVATÓRIO PARA MULHERES

No encerramento do Encontro das Mandatárias, será lançado o Observatório de Políticas Públicas para Mulheres no Espírito Santo (Observatório Mulher ES). O projeto é uma iniciativa do governo estadual, por meio do Programa Agenda Mulher, que se propõe a dialogar com instâncias governamentais e da sociedade civil, visando contribuir para a discussão sobre as questões de gênero no Estado.

A finalidade do Observatório, portanto, é incentivar ações continuadas, monitorar a situação socioeconômica e avaliar as múltiplas formas de desigualdades, bem como subsidiar e otimizar a tomada de decisões no que diz respeito às políticas públicas para mulheres, por meio de uma base de dados consolidada, de realização de pesquisas, de estudos e debates.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.