ASSINE

Escova, pasta, movimento: entenda a importância na limpeza dos dentes

A escovação dos dentes após as refeições previne o surgimento e a progressão de doenças bucais causadas por bactérias

Tempo de leitura: 3min
Vitória
Publicado em 19/07/2022 às 12h12

Escovar os dentes pelo menos três vezes ao dia, usar fio dental e ir ao dentista a cada seis meses são informações já disseminadas e entendidas pela maioria das pessoas que querem manter um sorriso saudável. Mas, na hora de cuidar da saúde bucal, você se preocupa com o tipo de pasta? E com o creme dental? Afinal, você sabe a importância da limpeza dos dentes?

O cirurgião dentista Iverson Soares, da clínica Sorrifácil, explica que realizar a escovação diária após as refeições previne o surgimento e a progressão de doenças bucais causadas por bactérias.

"Presentes na boca, elas podem levar ao aparecimento de cáries ou de doenças gengivais. Por isso, a escovação é essencial para interromper a evolução dessas doenças", alerta.

Mulher com escova de dentes
Para escovar os dentes  os movimentos devem ser suaves e com uma escova de cerdas macias. Crédito: Shutterstock

Para começar, é importante saber que escovar os dentes com pressa não está com nada e pode fazer com que você até machuque sua gengiva. Uma escovação adequada deve durar no mínimo dois minutos. Os movimentos devem ser suaves e com uma escova de cerdas macias.

"Uma boa escovação exige mais técnica do que força. A técnica ideal para escovação no paciente adulta é: dentes superiores, de cima para baixo. Ou seja, da gengiva para a ponta do dente. Dentes inferiores, de baixo para cima, fazendo o movimento da gengiva para a ponta, realizando a varredura na superfície dos dentes. Para as crianças, a melhor técnica é a de movimentos circulares, no sentido da gengiva para o dente", explica Soares.

Iverson Soares

Cirurgião dentista

"A escova tem que realizar a limpeza em toda superfície do dente, removendo o biofilme que é o resíduo de alimento e a bactéria, e deixando uma superfície lisa e brilhosa"

O cirurgião dentista alerta que para uma boa escovação não é necessário utilizar a força. A técnica é mais importante. "O excesso de força na escovação pode acarretar retrações gengivais e sensibilidade. Isso poderá vir devido ao desgaste do esmalte dentário, devido ao excesso de força."

QUAL CREME DENTAL E ESCOVA ESCOLHER?

A ortodontista Catarina Riva diz que a escova dentária deve alcançar as estruturas bucais, todos os 'cantinhos' dos dentes, além da gengiva e língua, que devem ser higienizadas adequadamente. Caso a pessoa tenha caseum (pequenas bolinhas brancas ou amarelas) nas amígdalas, essas também devem ser higienizadas com uma pasta dental adequada.

"O creme dental ideal deve ser pouco abrasivo e conter flúor. Mas existem cremes dentais específicos para determinados tipos de problemas dentais e isso deve ser orientado por um dentista", diz a ortodontista. 

Catarina conta que existe uma grande quantidade de modelos de escovas dentária de acordo com a idade, a condição dentária ou o tratamento executado. E o recomendado é ler a indicação de cada escova nas prateleiras, somado a adaptação individual.

Catarina Riva

Ortodontista

"As escovas elétricas são excelentes para as pessoas com dificuldade motora ou para crianças, porém muitos adultos também se adaptam bem a esse modelo. É necessário o cuidado de não traumatizar os dentes e as gengivas"

Iverson Soares diz que é ideal avaliar a maciez das cerdas na hora de escolher a escova.

"Escovas macias são as mais indicadas, diminuem o risco de causar retrações gengivais e conseguem atingir áreas entre os dentes com mais facilidade. Também é recomendado escova com o tamanho da cabeça pequena, assim, conseguimos higienizar todos os dentes, principalmente os mais posteriores". 

AUTOESTIMA

Os limpadores de língua com cerdas também são fundamentais. "As escovas dentais não conseguem limpar totalmente a superfície da língua, principalmente porque ela apresenta uma superfície áspera e cheias de reentrâncias. Para isso, o limpador lingual entra para realizar o auxílio na higienização. Só não pode esquecer de higienizar bem o seu limpador lingual após o uso", indica o cirurgião dentista.

Iverson Soares
Iverson Soares conta que uma boa escovação não requer força, mas técnica. Crédito: Divulgação Iverson Soares

Já o fio dental deve ser usado corretamente e sem força, sempre após as refeições e antes da escovação para remover o alimento entre os dentes. E, claro, optar pelos enxaguantes só como complemento. "Entra como coadjuvante na higienização bucal os enxaguantes bucais. O uso diário não é obrigatório e uma dica é optar pelos sem álcool na composição", diz Iverson Soares.

Com todas essas dicas, o seu sorriso sempre estará em dia. E a sua autoestima também. "A estética do sorriso está totalmente interligada com autoestima do paciente. A pessoa satisfeita com seu sorriso, não tem vergonha de sorrir e de demonstrar sua felicidade. Não carrega traumas. E o simples ato de sorrir é um poder transformador na vida do indivíduo", finaliza cirurgião dentista.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.