ASSINE

Roacutan para afinar o nariz? Entenda os perigos do uso indevido do remédio

Adolescentes têm postado vídeos no TikTok para mostrar que, supostamente, o nariz ficou mais fino após o uso do remédio. A medicação é normalmente usada para o tratamento da acne com acompanhamento médico

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 09/09/2021 às 16h49
Mulher com acne
O remédio é usado para tratamento de acne. E não possui comprovação científica para afinar o nariz. Crédito: Freepik

O uso de um remédio capaz de afinar o nariz, garantindo uma suposta "rinoplastia sem cortes". Alguns tiktokers têm mostrado o antes e depois do nariz após o tratamento com Roacutan, remédio também conhecido como Isotretinoína, que costuma ser receitado para o tratamento de acne severa. 

Somadas, as hashtags “roacutancheck” e “roacutanchallenge” chegam a 29 milhões de visualizações. Nos vídeos, os participantes alegam que tiveram o nariz remodelado após a ingestão do remédio Roacutan, o que não possui comprovação científica e coloca em risco a saúde do seu usuário.

A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) divulgou um alerta para o uso indevido do medicamento. "Vídeos divulgados por jovens em redes sociais, que sugerem o uso indevido de um medicamento para, supostamente, deixar o nariz mais fino, preocupam a Sociedade Brasileira de Dermatologia. Em esclarecimento divulgado à população, a entidade reitera que, até o momento, não há pesquisas ou estudos científicos válidos que reconheçam segurança e eficiência nesta prática que tem sido alardeada", diz o texto.

Além disso, a SBD reitera que o consumo indiscriminado da isotretinoína (vendida com diferentes nomes comerciais no Brasil), sem necessidade e acompanhamento adequado, deixa a pessoa exposta a efeitos adversos, que podem ser graves.

@carolandrade264

Eu to chocada com essa mudança ? Muita gente notou essa diferença!! ##roacutan ##nariz ##fyp

♬ UCKERS - Shygirl

TRATAMENTO DE ACNE

A Isotretinoína oral é utilizada há quatro décadas para tratamento sistêmico de acne vulgar moderada a grave com eficácia comprovada. "A isotretinoína é aprovada para o tratamento da acne, e tem uso para outras queixas dermatológicas como rosácea refratária e dermatite seborreica grave. É uma medicação que revolucionou o tratamento da acne grave que deixa sequelas importantes, que vão além das cicatrizes na pele, mas que afetam a imagem e autoestima do jovem", conta a dermatologista Renata Bortolini. 

O medicamento é recomendado para maiores de 12 anos, sempre com acompanhamento médico. O efeito colateral mais comum  é o ressecamento da pele e das mucosas. "Geralmente esses sintomas são controlados com o uso de hidratantes labiais, nasais e oculares", conta Renata. 

Renata Bortolini
A dermatologista Renata Bortolini fala sobre o uso da  Isotretinoína . Crédito: Camilla Baptistin

Renata Bortolini

Dermatologista

"O acompanhamento médico é importante antes e durante o tratamento para avaliar o comportamento da droga no organismo de cada paciente, identificando quem pode usar ou continuar "

Renata Bortolini conta que casos de alteração do humor como a depressão e a ideação do suicídio, por conta do uso do medicamento, são mais raros de acontecer. "É indicado a interrupção da medicação e acompanhamento com médico psiquiatra".

CUIDADOS

A dermatologista Karina Mazzini explica que a Isotretinoína nunca foi utilizada como tratamento para deixar o nariz mais fino. "Na maioria das vezes, o medicamento, que na verdade é o Roacutan, é usado para o tratamento da acne mais severa", diz.

Entre os efeitos colaterais, alguns pacientes, podem apresentar conjuntivite e coceira na pele por conta do ressecamento. "O que a gente observa também é o aumento das enzimas hepáticas, que pode acontecer no TGO, o TGP e o Gama GT transitoriamente. Muitas vezes a gente reduz a dose e as transaminases abaixam, não precisa necessariamente suspender o tratamento, é só saber lidar com isso e vigiar. Os pacientes que tomam isotretinoína têm que fazer exame de sangue mensal", ressalta Karina.

Segundo a dermatologista Karina Mazzini, as mulheres entre 25 e 40 anos são as mais afetadas pelo melasma.
A dermatologista Karina Mazzini fala sobre o uso da Isotretinoína . Crédito: Karina Mazzini/Divulgação

Karina Mazzini

Dermatologista

"É proibida a ingestão de bebida alcoólica durante o tratamento porque o metabolismo do medicamento é no fígado, e o álcool certamente vai atrapalhar esse metabolismo"

MULHER EM IDADE FÉRTIL

A dermatologista Juliana Drumond explica que os riscos são monitorados através dos exames de sangue, feitos regularmente, e que a dosagem do remédio tem que ser muito bem ajustada, variando para cada pessoa e de acordo com a sensibilidade da pele.

Um dos problemas mais graves são os relacionados as mulheres. A droga é proibida para mulher em idade fértil, pois se ela engravidar existe um risco do bebê nascer com malformações congênitas. "Com efeito colateral, o principal problema seria a questão de gravidez. A mulher não pode engravidar durante o tratamento e nem dois meses após o término dele, porque é um medicamento que apresenta uma alta incidência de má formação fetal", explica a médica.

Outra situação grave é uma hepatite medicamentosa, porque é um medicamento metabolizado pelo fígado. "Se a pessoa tem algum problema hepático ou toma outra medicação pode sobrecarregar o órgão. Por isso, pedimos os exames para ver as dosagens da enzimas hepáticas. Porém a grande maioria não tem problema nenhum", ressalta Juliana.

Os pacientes também podem ter mudança de humor. "Se já tem uma tendência depressiva, poderia agravar esse quadro. Na maioria das vezes, principalmente quando o paciente é adolescente, o tratamento de acne está também relacionado a autoestima. Então, quando tratamos a acne, melhora a pele a autoestima da pessoa. Porém, se tiver a indicação de depressão tem que ser conversado com o psiquiatra". 

Renata Bortolini explica a gravidade de usar o medicamento sem acompanhamento médico. "O médico realiza a indicação precisa da medicação. O acompanhamento previne ou trata precocemente possíveis complicações do seu uso que podem ser transitórias, leves até graves e permanentes", finaliza. 

A Gazeta integra o

Saiba mais
Saúde Beleza Saúde

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.