ASSINE

Olho seco, miopia... 7 dicas para a quarentena não estragar sua visão

O isolamento trouxe novos hábitos em casa que podem piorar a saúde dos olhos. Oftalmologista mostra como minimizar esses danos com medidas simples

Publicado em 13/05/2020 às 08h00
Atualizado em 13/05/2020 às 08h00
Mulher de máscara facial em casa olhando o celular
Mulher de máscara facial em casa olhando o celular. Crédito: Freepik

Meses praticamente sem sair de casa,  horas e horas por dia na frente da TV, do tablet, do computador e do celular. O isolamento, que é a forma mais segura de se prevenir do coronavírus, pode trazer alguns prejuízos à visão. Não à toa, há especialistas na área estudando os efeitos da quarentena sobre a nossa saúde ocular em médio e longo prazo.

De acordo com a oftalmologista Liliana Nobrega, pode-se esperar mais queixas de ressecamento nos olhos e de dificuldade de enxergar, uma vez que os novos hábitos tendem a ocasionar um aumento nos casos de miopia, por exemplo.

O ressecamento ocular tem nome. É chamado de Síndrome dos Olhos Secos. Um problema que está piorando com o isolamento. "Estamos mais diante das telas. Com isso, a gente pisca menos vezes, não pisca adequadamente. Com isso, a lágrima não se forma direito, tanto em qualidade quanto em quantidade. Já vemos pessoas se queixando de desconforto, cansaço visual, principalmente devido à secura", explica Liliana.

Os hábitos da quarentena,  diz a médica, são difíceis de serem abandonados. Os eletrônicos, de fato, se tornaram importantes para as pessoas manterem contato com parentes e amigos, para trabalhar e estudar, além de se entreter. "Há lives de tudo quanto assunto, de música... Estamos sendo bombardeados de assuntos pela Internet".

Além disso, o estresse por conta da pandemia, do confinamento, também afeta a vista. "Esse estresse, que era agudo, já virou crônico, e está alterando as doenças, o metabolismo, o sono das pessoas, que estão tomando mais remédios. Essas medicações, seja para pressão arterial,seja para ansiedade, depressão e para dormir também alteram o filme lacrimal, descompensam as glândulas que produzem a lágrima, piorando a questão do olho seco.

Também há um aumento nos casos de miopia, principalmente entre crianças e jovens. "Elas não saem para brincar ao ar livre, estão mais diante de celulares e tablets. Estão em fase de formação e vivem com olhos nas telas. Por isso se fala já em epidemia de miopia no futuro", observa ela.

Confira as dicas da oftalmologista para minimizar os danos do isolamento à sua visão e a vista das crianças

  1. 01

    Descanse os olhos

    Uma dica para minimizar os danos, segundo a oftalmologista Liliana Nobrega, é dar pausas ao usar as telas. "A cada 20 ou 30 minutos, parar de olhar para o computador ou para o celular e olhar para longe para descansar a visão. A musculatura do olho vai relaxar um pouquinho". Vale abrir as janelas e mirar no horizonte por alguns minutos

  2. 02

    Tire as crianças das telas

    O ideal seria sair ao ar livre com as crianças, para que pudesse exercitar a visão de longe. Como isso não é possível neste momento, por causa da pandemia de coronavírus, a dica é tentar mantê-las algumas horas por dia longe das telas. "É importante ser criativo, conversar, propor brincadeiras, jogos de tabuleiros, outras coisas que possam distrai-las para longe das telas", orienta a médica.

  3. 03

    Pisque mais vezes

    Lembre-se sempre de piscar. O normal é piscar de 12 a 15 vezes por minuto.  Porém, quando estamos diante das telas, tendemos a piscar de três a cinco vezes menos. Segundo Liliana Nobrega, o piscar vai renovando a lágrima.

  4. 04

    Beba água

    Sim, ao beber água, você se hidrata e mantém seu olhos hidratados. Lembrando que ventilador e ar-condicionado também ajudam a ressecar os olhos

  5. 05

    Consuma alimentos ricos em ômega 3

    O ômega 3 é um nutriente importante para a saúde dos olhos. Está presente em alimentos como o azeite, o abacate, castanhas, linhaça, chia, peixes como salmão, atum, sardinha

  6. 06

    Óculos protegem

    Ao sair de casa, lembrar que o uso de óculos ajuda a proteger de contágio por coronavírus. Além disso, os óculos de sol são uma barreira de proteção contra o vento, a poluição, prevenindo o ressecamento. Mas é preciso ter cuidado com esse acessório, pois ele também pode ser um foco de contaminação de doenças. "É importante higienizar os óculos três vezes ao dia. Não apoiar os óculos na roupa, sobre a cabeça, muito menos sobre as superfícies quando for à padaria, à farmácia, por exemplo", alerta Liliana Nobrega.

  7. 07

    Cuidado com lentes de contato

    Quem usa as lentes pode continuar usando neste período de pandemia, mas com um cuidado redobrado na higienização delas. É fundamental lavar bem as mãos antes e depois de manusear as lentes.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.