ASSINE

5 dicas para acalmar os pets durante os fogos  de fim de ano

Em função da pandemia, não deve haver queima de fogos, mas nesse período há sempre pessoas que compram seu próprio kit . Algumas atitudes simples têm grande resultado no comportamento de cachorros e gatos, que ficam assustados com o barulho

Publicado em 15/12/2020 às 05h00
Atualizado em 15/12/2020 às 05h00
Cachorro com medo de fogos de artifício
Esse período costuma ser bem tenso para os animais de estimação. Crédito: Shutterstock

As festas de final de ano estão chegando e, com elas, vêm também os barulhos, fogos de artifícios, música alta e bagunça, o que pode amedrontar e estressar os pets. Pensando nisso, especialistas ouvidos pela Ideia Glass reuniram dicas para acalmar o animal de estimação nesse período. Veja a seguir!

Demarcação de lugar

Manter o pet em um lugar seguro, de preferência um espaço que ele já esteja familiarizado, e que seja mais escurinho. Isso ajudará o animal a passar pelas horas de barulho de maneira mais tranquila. Para que ele se sinta mais calmo, é importante deixar no local a caminha e brinquedos, além de comida e água.

Outra ação essencial é manter janelas e passagens fechadas, pois, no susto, os pets podem escapar ou se machucar.

Colete ou faixa protetora

Para aliviar a tensão no pet, outra dica é colocar nele um colete protetor ou até mesmo amará-lo com uma faixa ao redor do seu corpo. É uma forma do animalzinho se sentir abraçado e acolhido, o que poderá diminuir o medo do barulho.

Se a opção escolhida for a faixa, é preciso seguir um "manual" para que a tática de proteção seja efetiva. O processo é simples! Basta colocar a faixa na altura do peito do animal e cruzar as pontas depois do pescoço, na altura do dorso. Depois é preciso fazer o mesmo abaixo, na altura do dorso. Por fim, é necessário dar nó firme, perto da coluna. A técnica é simples, mas sempre vale consultar um veterinário para receber todas as instruções e manter o pet realmente seguro. Mas fica o alerta! É importante garantir que o pano não esteja apertando ou machucando o pet.

Proteja os ouvidos

Os ouvidos do animal também precisam ser protegidos para que o impacto com os barulhos seja menor. Para isso, é importante utilizar protetores auriculares ou até mesmo um algodão nos ouvidos do pet, já que eles já estão acostumados com esse material por ser utilizado também durante os banhos. Na dúvida de como realizar a técnica, o ideal é visitar um médico veterinário nos dias que antecedem as festas e pegar todas as orientações.

Acostume-os com os barulhos

O ideal é acostumar os animais com barulhos e agitos, para que eles não sofram e nem se estressem tanto em momentos de festas. Se ao longo do ano a casa é mais calma, uma boa dica é, uns dias antes das comemorações, habituar o pet com música alta.Se nada disso adiantar, uma outra possibilidade é deixar a televisão ligada durante a queima de fogos, com o volume alto, e em uma programação que possa chamar a atenção do animal.

Medicação

Para quem já tentou de tudo, sem sucesso, é recomendado consultar um médico veterinário. Animais muito sensíveis a barulho talvez precisem tomar medicação, como florais, para ficarem mais calmos.

Fonte:  Ideia Glass. A empresa lançou o kit Certo, portas de vidro em tamanho reduzido, justamente pensando nos pets. Além de evitar o ruído, ela garante mais segurança e tem abertura de 180 graus, para dentro e para fora, o que otimiza o espaço.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.