ASSINE

Skinbooster: conheça o procedimento que hidrata a pele e suaviza rugas

O ácido hialurônico promove um efeito de grande hidratação na pele. Dermatologistas explicam que o procedimento melhora rugas finas, o aspecto craquelado e os pés de galinha

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 16/07/2021 às 17h47
Mulher de 40 anos tratamento de beleza
O efeito principal é a hidratação profunda da pele. Crédito: Wavebreak Media LTD/ Freepik

Para ter uma pele bonita e saudável, é preciso seguir três regras básicas no dia a dia: limpar, proteger e hidratar. E é nesse terceiro item, a hidratação, que está o tratamento do momento contra a flacidez da pele do rosto. 

O nome é skinbooster, uma injeção de ácido hialurônico de partículas com alto poder de atração de moléculas de água, substância que promove uma hidratação profunda na pele, aumentando sua espessura e amenizando as linhas finas. "O efeito principal é a hidratação profunda, melhora do pregueamento, craquelamento e viço da pele. O ácido hialurônico consegue produzir um pouco de colágeno, melhorando a flacidez", explica a dermatologista Isabella Redighieri.

A médica conta que a técnica distribui aplicações injetáveis de ácido hialurônico sob a pele para refazer o equilíbrio hídrico.

Isabella Redighieri, dermatologista
A dermatologista Isabella Redighieri fala dos benefíicios do skinbooster. Crédito: Divulgação

Isabella Redighieri

Dermatologista

"Atrai moléculas de água onde é injetado, promovendo hidratação nas camadas mais profundas da pele. Além da estética, há melhora na resistência da pele, que fica mais firme pelo efeito da hidratação"

Ela conta que costuma indicar o tratamento para peles enrugadas, sem viço e com rugas finas. "Gosto muito para rugas ao redor dos olhos, rugas do sorriso, rugas do colo e mãos", conta.

ÁREAS TRATADAS

A dermatologista Ana Paula Galeão explica que, como é um ácido hialurônico feito de um jeito em que as moléculas ficam soltas umas das outras, isso faz com que ele não seja um volumizador ou preenchedor (como é geralmente usado), e sim um hidratante.

"O ácido hialurônico já é uma substância presente na nossa pele. Esse que a gente injeta é feito em laboratório, mas é igual ao que já temos, e ele permite que as moléculas de água fiquem retidas na derme. Sem o ácido hialurônico, por mais que se beba água, não consegue hidratar a pele por dentro. A gente repõe o ácido hialurônico perdido com o skinbooster", explica.

Ana Paula Galeão
A dermatologista Ana Paula Galeão fala dos benefíicios do skinbooster. Crédito: @anapaulagaleão

Ana Paula Galeão

Dermatologista

"O tratamento é indicado para quem tem ruga fina, superficial e não quer volumizar a região. É ideal para áreas como o código de barras, as linhas do pescoço e os pés de galinhas"

O ácido é injetado com agulhas finíssimas e a dor é tolerável devido ao anestésico que é usado.  "Esse equilíbrio hídrico permite a migração de minerais, vitaminas, células e a derme fica saudável e equilibrada. Com isso, a gente reequilibra a nutrição e a imunidade da pele como um todo", diz a Ana Paula Galeão. O tempo de duração do procedimento é de 6 a 9 meses.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Beleza

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.