ASSINE

Peeling de outono: 5 tratamentos para investir na meia-estação

O peeling promove um descamação da pele em diferentes graus, de acordo com a profundidade escolhida no tratamento

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 15/04/2021 às 02h00
Mulher fazendo peeling
Peelings químicos superficiais são mais leves e podem ser feitos em casa. Crédito: Freepik

O peeling é tratamento que propicia a descamação da pele do rosto, de modo superficial, médio ou profundo, dependendo do problema e dos resultados que se deseja obter. E o outono é a estação ideal para realizar o procedimento.

A dermatologista Isabella Redighieri explica que épocas com a temperatura mais amena são ideais para fazer tratamentos abrasivos na pele. "Normalmente é necessário ficar uns dias sem exposição direta ao sol, para evitar efeito rebote e manchas. O peeling é capaz de promover a renovação celular, o clareamento da pele, a melhora da textura, dos poros e da oleosidade", diz.

A dermatologista Giane Giro conta que o peeling promove um descamação da pele em diferentes graus, de acordo com a profundidade escolhida no tratamento. "A descamação e renovação da pele tem efeitos benéficos como a melhora da qualidade da pele, suaviza rugas finas, clareia manchas, melhora a acne e a aparência dos poros e das cicatrizes, além de estimular a produção de colágeno". 

Os peelings podem ser superficiais, médios ou profundos. Os primeiros eliminam somente a camada mais externa da epiderme, já os profundos removem totalmente a epiderme, atingindo até a derme. "Os peelings superficiais têm resultados mais discretos e possuem tempo de recuperação mais curto. Os médios e profundos possuem melhor resultado no tratamento do envelhecimento, mas tem um tempo de recuperação mais longo e não podem ser realizados em todos os tipos de pele", explica Giane Giro. 

Diferenças

A dermatologista Karina Mazzini conta que existem os peelings que são realizados em consultório, normalmente mais fortes e invasivos, e os peelings químicos superficiais, que são bem mais leves e podem ser feitos em casa, aplicando produtos na pele. "Normalmente, indicamos o peeling químico, que são os 'home care', para as pessoas de 20 a 30 anos, e o tratamento de laser para aquelas com danos mais profundos. Pessoas com doenças de pele ou infecção ativa, e mulheres grávidas ou amamentando devem consultar seus médicos antes de realizar o procedimento", alerta a médica. Confira 5 tipos de peelings, indicados pelas experts, para você investir na meia-estação.

  1. 01

    Peeling de ATA (Ácido tricloroacético)

    A dermatologista Giane Giro explica que esse é um peeling médio que melhora o envelhecimento da pele, melanoses e ceratoses solares.  "Suaviza as rugas finas e estimula a produção de colágeno. Ele promove uma descamação que dura em média de 7 a 10 dias, e precisa de afastamento da exposição ao sol por no mínimo um mês. Gosto de indicar este peeling para o tratamento da pele envelhecida pelo sol", diz. 

  2. 02

    Peeling de ácido retinóico

    O ácido retinóico promove descamação, reduzindo manchas e melhora o aspecto das rugas. Também tem efeito rejuvenescedor, pois estimula a produção de colágeno. "Ativo padrão ouro quando falamos em creme para rejuvenescimento da pele. É o ácido que promove maior renovação celular", conta Isabella Redighieri.

  3. 03

    Peeling químico de cisteamina

    Entre os possíveis tratamentos do melasma está o peeling de cisteamina, uma novidade entre a classe médica. A cisteamina é uma substância clareadora e sua ação é antioxidante e aumenta a quantidade de glutadiona na célula provocando o clareamento da região.De acordo com estudos, esse ativo é capaz de reduzir em até 77% a pigmentação das manchas."Ele ajuda no tratamento do melasma. Gosto de associar esse peeling químico com tecnologias", diz Karina Mazzini.

  4. 04

    Peeling Ultralight

    O peeling Ultralight faz uma ablação de camadas um pouco mais profundas da epiderme. "Também é considerado um peeling superficial e está indicado para as peles mais espessas por causa da exposição ao sol. Ele melhora a textura da pele, suaviza as rugas finas e atenua os poros dilatados", explica Giane Giro. 

  5. 05

    Peeling a laser/ Chuva de Erbium

    É realizado com uma ponteira supermoderna de laser de Erbium fracionado micropulsado, em que o feixe de energia é ultra-rápido, criando microzonas térmicas na pele. "Aproveitamos esses canais para fazer drug delivery, que é a entrega de medicamento, nas camadas mais profundas", diz Isabella Redighieri.

Fique bem Beleza

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.