ASSINE

Marca de Kim Kardashian vai vestir atletas dos EUA na Olimpíada de Tóquio

A marca de roupas de Kim Kardashian, a Skims, vai fornecer as roupas íntimas, pijamas e trajes de banho para as equipes femininas dos Estados Unidos nos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóquio

Publicado em 29/06/2021 às 18h51
Marca Skims
A coleção estará disponível para venda em uma edição limitada a partir de meados de julho. Crédito: @dalilahmuhammad_

A marca de roupas de Kim Kardashian, a Skims, vai fornecer as roupas íntimas, pijamas e trajes de banho para as equipes femininas dos Estados Unidos nos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóquio. O anúncio foi feito pela empresária e influenciadora na segunda (28).

Ela afirmou, por meio do Instagram, que durante a infância sempre acompanhou todos os detalhes sobre o evento por Caitlyn Jenner, que era casada com a sua mãe, Kris Jenner, e ganhou a medalha de ouro no decatlo nas Olimpíadas de 1976, disputada em Montreal.

"Quando recebi a ligação convidando a Skims para fazer parte do TeamUSA, cada momento que passei admirando a força e a energia dos atletas olímpicos do lado de fora se completou", escreveu.

Kim compartilhou imagens de membros da delegação americana usando a marca como a atleta paraolímpica Scout Bassett e a jogadora de basquete A'ja Wilson.

Segundo a CNN dos EUA, a coleção estará disponível para venda em uma edição limitada a partir de meados de julho.

Em 2019, a marca de Kim Kardashian gerou polêmica no Japão, que recebe os Jogos Olímpicos, por causa do primeiro nome escolhido, Kimono - o termo foi usado por ela como um jogo de palavras com seu nome, e rapidamente foi ligado à tradicional roupa japonesa.

Internautas acusaram Kim de apropriação cultural nas redes sociais. O prefeito de Kyoto, Daisaku Kadokawa, chegou a escrever uma carta aberta, pedindo que ela reconsiderasse a decisão. "O kimono é um traje étnico tradicional criado pela riqueza de nossa história e nossa natureza. Estamos preocupados que uma má interpretação do kimono se espalhe, porque a sra. Kardashian é uma poderosa influenciadora".

"Quando anunciei o nome da minha linha de roupas modeladoras, fiz isso com as melhores intenções. Minhas marcas e produtos são construídos com inclusão e diversidade em sua essência", afirmou Kim na ocasião. Após as críticas, ela anunciou a mudança do nome da marca para Skims.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.