ASSINE

Campeão olímpico, Italo Ferreira revela desejo de surfar em praia capixaba

Atual campeão mundial e medalhista olímpico, o surfista brasileiro deixou claro que espera um dia ter a oportunidade de surfar na praia muito procurada por surfistas no Norte do Espírito Santo

Colatina / Rede Gazeta
Publicado em 27/07/2021 às 19h06
27.07.2021 - Jogos Olímpicos Tóquio 2020 - Final do surfe masculino na praia de Tsurigasaki. Na foto Ítalo Ferreira medalha de ouro na competição. Foto: Jonne Roriz/COB
Primeiro medalhista de ouro do Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio, o surfista Italo Ferreira. Crédito: Jonne Roriz / COB

Primeiro medalhista de ouro do Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio, o surfista Italo Ferreira é uma das referências do esporte no mundo. Ele é atual campeão mundial da categoria e já competiu em todas as partes do mundo. Mas ele revelou ainda ter o desejo de surfar na Praia de Regência, em Linhares, Norte do Espírito Santo.

A Praia de Regência é um dos principais picos para a prática do esporte no ES. A revelação do campeão olímpico foi feita anteriormente e voltou a circular após a conquista de Italo no Japão.

“Espero conhecer Regência. Vocês falam tanto e me manda fotos e vídeos. Espero um dia pegar bons tubos com vocês e compartilhar os momentos bons da vida”, afirmou o surfista.

O desejo do surfista anima os moradores da localidade. Ramon Lourenço é praticante do esporte e fotógrafo. Ele afirmou que existe uma expectativa que o campeão olímpico visite a Vila de Regência ainda em 2021.

Feras do surfe capixaba curtem ondas de Regência, no Norte do ES
Ondas de Regência, no Norte do ES. Crédito: Reprodução/Instagram/krystiankymerson

A vila é conhecida como o “Havaí capixaba” e costuma receber surfistas em busca das suas ondas. Inclusive já recebeu etapas do circuito nacional de surfe profissional. Regência é famosa entre os surfistas e atrai visitantes de vários lugares do país e do mundo em busca de suas ondas longas, tubulares e perfeitas.

O PRIMEIRO OURO DO BRASIL

Dos mares para a história! A primeira medalha de ouro para o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio veio no surfe. Com ótimo desempenho na final, Ítalo Ferreira venceu o japonês Kanoa Igarashi por 15,14 a 6,6. Como a modalidade estreou nesta edição de Tóquio, Ítalo se tornou o primeiro campeão olímpico do surfe na história.

Logo na primeira manobra que tentou, Ítalo quebrou a prancha e teve que pegar uma nova. Nos primeiros minutos de prova, Kanoa Igarahi abriu vantagem com 4,5 contra 1,7 do brasileiro. Mas Ítalo não deixou barato e logo na onda seguinte, teve nota 7 e foi para 8,7, colocando a pressão no japonês.

Ítalo Ferreira
Italo Ferreira comemora a conquista em Tóquio . Crédito: Jonne Roriz/COB

Antes do adversário tentar outra manobra, Ítalo pegou nova onda e somou mais 5,5 de nota, com 12,5 no geral contra 5,6 de Igarashi. Faltando pouco mais de 18 minutos para o fim da prova, Ítalo tentou uma manobra, mas não teve nota suficiente para trocar o 5,5 que havia recebido na última.

Igarashi não conseguiu encontrar boas ondas, ao contrário de Ítalo, que aos 15 minutos fez outra boa manobra e teve nota de 7,7, somando 14,77 no geral. Nos últimos 10 minutos, Kanoa tentou algumas ondas, mas sem sucesso nas ondas, aumentando a nota apenas para 6,6. Nos últimos minutos, Ítalo abriu ainda mais a vantagem para 15,14 e deixou o relógio correr para comemorar o primeiro ouro do Brasil nas Olimpíadas.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Linhares Olimpíadas Olimpíada de Tóquio Esportes linhares Surfe ES Norte

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.