ASSINE

Microsoft tem alta no lucro líquido e vai a US$ 13,89 bi no 1° tri fiscal

Em relatório, a Microsoft afirma que a demanda por seus serviços em nuvens garantiram um início forte no ano fiscal, com a receita no serviço em nuvem comercial

Publicado em 27/10/2020 às 17h44
Bill Gates é um dos fundadores da Microsoft, a maior e mais conhecida empresa de software do mundo em termos de valor de mercado
Bill Gates é um dos fundadores da Microsoft, a maior e mais conhecida empresa de software do mundo em termos de valor de mercado. Crédito: Reuters/Folhapress

A Microsoft registrou lucro líquido de US$ 13,89 bilhões no primeiro trimestre fiscal, um crescimento de 30% na comparação com igual período do ano anterior. O lucro por ação diluído ficou em US$ 1,82, alta de 32% no ano e acima da previsão de US$ 1,54 dos analistas consultados pelo FacSet.

A receita da empresa ficou em US$ 37,154 bilhões, alta anual de 12%.

Após o balanço, a ação tinha alta de 0,26% no after hours em Nova York, às 17h23 (de Brasília).

Em relatório, a Microsoft afirma que a demanda por seus serviços em nuvens garantiram um início forte no ano fiscal, com a receita no serviço em nuvem comercial ficando em US$ 15,2 bilhões, alta de 31% na comparação anual.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.