ASSINE

Bolsas da Europa fecham em alta após dado forte da Alemanha e vacina russa

O anúncio do presidente da Rússia, Vladimir Putin, de que o país registrou uma vacina contra o coronavírus também amparou os negócios nesta manhã (11)

Publicado em 11/08/2020 às 15h05
Atualizado em 11/08/2020 às 15h05
Bolsa de valores
Investidores seguem observando também os desdobramentos de medidas de estímulos fiscais nos Estados Unidos. Crédito: Pixabay

As Bolsas da Europa fecharam em forte alta nesta terça-feira (11) , embaladas pelas perspectivas positivas para a recuperação da economia no continente, após a divulgação de um dado positivo na Alemanha. O anúncio do presidente da Rússia, Vladimir Putin, de que o país registrou uma vacina contra o coronavírus também amparou os negócios e o índice pan-europeu Stoxx 600 encerrou com ganho de 1,68%, a 370,76 pontos.

O instituto alemão ZEW informou hoje que o índice de expectativas econômicas do país subiu de 59,3 pontos em julho para 71,5 pontos em agosto, bem acima de expectativas de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam queda do índice a 54,5 ponto.

Para a Oxford Economics, o resultado alimenta o otimismo em relação à retomada. "Ainda esperamos que a economia alemã encolha cerca de 6% no geral este ano, mas isso a deixaria uma situação significativamente melhor do que o agregado da zona do euro", avalia.

O indicador espalhou bom humor pelos mercados europeus, que se intensificou depois do anúncio de Putin sobre a vacina. O líder russo informou que o país seria o primeiro a ter um imunizador contra a doença, embora poucos detalhes clínicos sobre o produto tenham sido divulgados.

Em meio a esse cenário, o índice FTSE 100, de Londres, avançou 1,71%, a 6.154,34 pontos, enquanto o DAX, de Frankfurt, subiu 2,04%, a 12.946,89 pontos.

Investidores seguem observando também os desdobramentos de medidas de estímulos fiscais nos Estados Unidos. Na segunda, o presidente americano, Donald Trump, afirmou que o governo estuda cortes de impostos para famílias de renda média. O republicano sugeriu estar disposto a retomar as negociações com democratas por um pacote abrangente.

Nesse cenário, o índice CAC 40, de Paris, se elevou 2,41%, a 5 027,99 pontos, e o FTSE MIB, de Milão, registrou valorização de 2,84%, a 20.209,11 pontos.

Nas praças ibéricas, o IBEX 35, de Madri, subiu 2,97%, a 7 263,50 pontos, enquanto o PSI 20, de Lisboa, ganhou 0,85%, a 4 434,06 pontos.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Economia Bolsa de Valores Vacina Mundo

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.