ASSINE

BioNTech compra laboratório da Novartis para elevar produção de vacina

A aquisição servirá para a companhia de biotecnologia ampliar a produção de vacinas para um total de 750 milhões de doses ao ano

Publicado em 18/09/2020 às 12h00
Vacina russa para a Covid-19, chamada Sputnik V, pode ser categorizada como candidata
A vacina, denominada BNT162b2, está na terceira fases de testes clínicos. Crédito: Andre Melo Andrade/Immagini/Folhapress

A alemã BioNTech, que produz uma potencial vacina contra a Covid-19 com a norte-americana Pfizer, disse em comunicado nesta quinta-feira (17) que assinou a compra de um laboratório da Novartis, empresa do ramo farmacêutico. A aquisição, segundo a BioNTech, servirá para a companhia de biotecnologia ampliar a produção de vacinas para um total de 750 milhões de doses ao ano.

A empresa não divulgou os valores da compra, mas disse que a transação para assumir a instalação na cidade de Marburgo (Alemanha) deve ser concluída no quarto trimestre de 2020. "Esta aquisição reflete o compromisso da BioNTech em expandir significativamente sua capacidade de fabricação a fim de fornecer uma potencial vacina em todo o mundo mediante autorização ou aprovação", disse o diretor financeiro e diretor de operações da empresa, Sierk Poetting.

A vacina, denominada BNT162b2, está na terceira fases de testes clínicos, que analisam a sua eficácia. A BioNTech disse que deve ser capaz de produzir até 250 milhões de doses no primeiro semestre de 2021. 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.