ASSINE

Saiba como cuidar do seu carro mesmo parado na garagem

Primeiros sinais negativos aparecem pouco tempo depois de um mês. Segundo especialistas, é preciso ter cuidado já que manutenções regulares são necessárias

Publicado em 05/02/2021 às 16h26
Práticas ultrapassadas podem danificar o veículo
Ao contrário do que muitos pensam, um carro parado não irá necessariamente ter uma vida útil mais longa do que um que não teve uso. Crédito: freepik

Durante a pandemia, diversos hábitos mudaram e o tempo de permanência em casa aumentou para muitas pessoas. Mesmo com a retomada das atividades presenciais, ainda há aqueles que continuam fazendo o isolamento e, dessa forma, os carros passam a maior parte do tempo nas garagens. Segundo especialistas, é preciso ter cuidado já que, mesmo parados, os automóveis precisam de manutenção.

“Mesmo que os veículos estejam parados nas garagens, não significa que não necessitam de uma revisão. A diferença é que os procedimentos de manutenção do carro nessas circunstâncias são um pouco diferentes, levando em conta todo o contexto e formas de como o veículo está sendo ou não usado”, explica Alziro Stein, gerente de pós-vendas da Land Vitória.

Ao contrário do que muitos pensam, um carro parado não irá necessariamente ter uma vida útil mais longa do que um que não teve uso. Além disso, os primeiros sinais negativos começam aparecer pouco tempo depois de um mês parado.

“Peças e outros componentes sofrem deterioração por tempo ou por falta de lubrificação, mesmo com o carro parado. O motor, por exemplo, é necessário um cuidado ainda maior, pois o veículo precisa estar em funcionamento periodicamente para que atinja temperaturas adequadas de trabalho e suas peças internas mantenham-se lubrificadas”, afirma Danilo de Rezende, supervisor de pós-vendas da Vitória Motors Mercedes-Benz.

Por isso, é importante dar atenção para algumas peças e componentes durante a manutenção. Confira algumas delas:

  1. 01

    Bateria

    Gerente de serviços da Contauto, Douglas Ferreira explica que uma bateria dura, em média, dois anos. Mesmo com o motor desligado, ela se desgasta. “Ela gasta pela corrente de stand by que mantém o alarme e a central de gestão.” A orientação para evitar o consumo é desconectar por 20 dias, conectar novamente e dar partida. “É importante que deixe o carro ligado de 15 a 30 minutos ao menos uma vez na semana para recuperar a carga pelo alternador”, explica.

  2. 02

    Pneus

    Alziro Stein, gerente de pós-vendas da Land Vitória, afirma que é essencial verificar a pressão e o estado geral dos pneus. Se permanecerem na mesma posição e sem uso por muito tempo, perdem a utilidade por ficarem deformados. “É importante lembrar sempre de calibrar os pneus antes de deixar o carro parado por muito tempo”, completa. Além disso, é fundamental que o alinhamento e o balanceamento estejam em dia. “Se o veículo tiver que ficar parado por muito tempo, é importante fazê-lo movimentar para sair da posição “parado”, mesmo que sejam movimentos para frente e para trás, para evitar danos”, explica.

  3. 03

    Óleo lubrificante

    Danilo de Rezende, supervisor de pós-vendas da Vitória Motors Mercedes-Benz, afirma que o dono do carro deve estar atento ao prazo de validade do óleo. Sempre que vencer, é necessário substituir. Quando o carro fica muito tempo parado, ele pode não se contaminar, mas a composição pode ser alterada. Por isso é importante verificar o nível de óleo do sistema.

  4. 04

    Fluido de freio

    O fluido do sistema de freio pode sofrer alterações devido à absorção de água pela umidade do ambiente. Por isso, é essencial verificar se o funcionamento dos freios está correto antes de sair de casa, além de observar a validade do óleo. “O dono do carro deve estar sempre atento à data de vencimento do fluido e providenciar sua substituição quando necessário”, explica Danilo de Rezende.

  5. 05

    Filtros de ar, combustível e óleo

    A função dos filtros do veículo é manter os sistemas limpos e melhorar o seu funcionamento ao longo do tempo. “O filtro de ar impede o acúmulo de sujeira que fica no motor, o de combustível evita certos entupimentos e o de óleo facilita a lubrificação automotiva. Por isso, todos esses itens devem estar com a revisão em dia, para que não haja danos no veículo e nenhuma substituição prematura”, finaliza Alziro Stein.

carros

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.