ASSINE

Você sabe quando deve fazer a geometria de direção do veículo? Entenda

O termo é mais conhecido como "alinhamento"; sua manutenção é de extrema importância para a segurança dos motoristas e vida útil do carro

Vitória
Publicado em 01/02/2021 às 18h02
Deixar o carro muito tempo parado pode acarretar em problemas mecânicos
O alinhamento do veículo é necessário para a estabilidade e o controle da direção. . Crédito: divulgação

 O motorista que realiza uma direção defensiva e segura sabe da importância das manutenções e revisões periódicas do veículo. Entretanto, muitos motoristas capixabas ainda não sabem como e quando realizar a chamada "geometria da direção do veículo", termo técnico para o famoso alinhamento. 

De acordo com o comentarista Ricardo Barbosa do quadro Pit Stop, da CBN Vitória, quando um carro sai da fábrica ele está completamente alinhado. Esse termo mecânico significa que um conjunto de regras que irão definir as medidas entre os eixos, medidas entre ângulos de inclinação e de rodas está em seu modo correto. O alinhamento é o desenho formado pela “ligação” das rodas, formando um retângulo perfeito, compatível com as medidas específicas de cada modelo automotivo. 

O alinhamento do veículo é necessário para a estabilidade e o controle necessários para o momento da direção. 

Entretanto, ao longo do tempo de uso e  dos quilômetros rodados, o alinhamento do carro pode desregular. Isso é causado por diversos fatores, desde o uso diário do veículo até  buracos na pista, batidas e desgaste excessivo dos pneus. Nesse momento será necessário realizar a geometria da direção, ou o alinhamento.

SINAIS DE QUE É NECESSÁRIO FAZER A GEOMETRIA VEICULAR:

  1. 01

    Em todas as revisões periódicas do veículo de 6 meses ou 10 mil quilômetros

    Esse é o ponto principal a ser marcado como "momento para realizar o alinhamento". Ricardo explica que nas revisões estipuladas pelas concessionárias a estabilidade é observada como um dos pontos principais para a segurança do veículo. 

  2. 02

    Quando a direção estiver pesada e o volante apresentar um endurecimento (ou começar a "puxar para um lado")

    No momento em que o condutor estiver dirigindo e sentir o volante mais rígido nos desvios e curvas, ou começar a levar o carro mais para um lado da pista, é necessário que o alinhamento seja efetivado. Esse ponto merece muita atenção dos motoristas, visto que, com os carros elétricos ou hidráulicos, esse evento é mais frequente após colisões ou batidas. 

  3. 03

    Quando as rodas demoram para voltar para o seu lugar normal

    O proprietário deve sempre manter a angulação das rodas determinada pela engenharia do veículo, dessa forma, ao virar o volante em uma curva, caso sinta a direção "demorar" ou tomar um tempo para voltar às rodas alinhadas, é bom ficar em alerta para uma revisão. 

  4. 04

    Quando um pneu apresentar mais desgaste do que os outros

    No momento em que o motorista perceber que um pneu do carro apresenta - de maneira irregular- mais problema do que os outros, esse é um sinal que é necessário realizar uma geometria veicular.

  5. 05

    Sempre que fizer manutenção da suspensão no veículo, deve-se alinhar o carro novamente

    A suspensão é responsável por garantir o contato das rodas com o solo, sobretudo nas curvas, e é percebida principalmente ao passar com o veículo por uma oscilação na pista. Ela deve ser trocada após muito gasta. No momento da manutenção da suspensão veicular, deve-se automaticamente alinhar o veículo novamente, de modo a evitar problemas. 

  6. 06

    Quando houver uma colisão na roda e acabar "machucando o pneu"

    No caso de colisão, acidentes ou batidas que resultem em danos nas rodas do veículo, a estrutura da geometria também será afetada.

O especialista também acrescenta que, em todas as revisões periódicas do veículo, realizadas a cada 6 meses ou 10 mil quilômetros rodados, é necessário um "check up" no veículo, para que a segurança e economia do automóvel sejam mantidas em perfeito estado. 

Vale ressaltar que  a geometria veicular é um procedimento de total responsabilidade do proprietário do veículo, entretanto, a falta dela pode gerar consequências no âmbito coletivo. Por isso, é essencial ficar atento aos sinais e procurar avaliação técnica especializada.

A Gazeta integra o

Saiba mais
carros cbn vitoria veículos

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.