ASSINE

Motocicleta, scooter ou motoneta: saiba como escolher a melhor opção

Os veículos de duas rodas ganharam a devida atenção e mostraram que podem resolver problemas com muita agilidade

Publicado em 06/07/2021 às 11h07
Scooter Yamaha NMAX
O piloto precisa de aulas práticas com uma motocicleta para obter sua habilitação categoria A. Crédito: Yamaha/Divulgação

Em tempos de pandemia, os veículos de duas rodas ganharam – felizmente – a devida atenção. Eles mostraram que podem resolver problemas com muita agilidade – seja entregando um documento, um lanche ou um remédio.

Ao mesmo tempo, também como “efeito colateral” da pandemia, muitas pessoas que perderam o emprego formal se aventuraram a rodar em duas rodas. Mas qual é a melhor opção para quem quer se iniciar no mundo da mobilidade em duas rodas: uma motoneta, uma scooter ou uma motocicleta?

Avaliar as principais características desses veículos, que podem ser usados no transporte individual ou como ferramenta de trabalho, ajuda a tirar algumas dúvidas.

Como, obrigatoriamente, o piloto fez (ou fará) aulas práticas com uma motocicleta para obter sua Carteira Nacional de Habilitação categoria A (a necessária para veículos motorizados de duas rodas), uma boa sugestão é ir até uma concessionária para conhecer de perto uma scooter e uma motoneta antes de decidir a compra. Daí, basta escolher o modelo mais adequado, comprar um bom capacete e ser feliz.

  1. A Gazeta - j4xp2jora
    01

    Motonetas

    Elas são simples de se pilotar, robustas e econômicas tanto no consumo de combustível quanto nas peças de manutenção – como pneus, corrente e lonas de freios, itens que se desgastam e devem ser substituídos com o decorrer do tempo ou uso. Outra vantagem da motoneta é a ausência do manete de embreagem, ou seja, o piloto não precisa se preocupar em apertar e soltar a embreagem nas trocas de marchas ou na hora da partida. Uma característica que reforça a popularidade das motonetas – como a Honda Biz – é o espaço embaixo do banco, onde cabe um capacete e outros objetos.

  2. A Gazeta - dcla9w92q
    02

    Scooters

    É um tipo de veículo que faz sucesso na Europa e na Ásia e, aos poucos, cai no gosto do brasileiro. Entre elas, as mais conhecidas no Brasil são a Yamaha NMax 160 e a Honda PCX 150, que oferecem uma série de itens de conforto e facilidade de pilotagem e baixo consumo de combustível. A maioria das scooters utiliza câmbio automático que dispensa o manete de embreagem e a troca de marchas. O piloto usa apenas a mão direita (para acelerar e pressionar o freio da frente) e a mão esquerda (para o freio traseiro). Muito espaço debaixo do banco e porta objetos, além da proteção para os pés, em caso de chuva, garantem conforto. As scooters tiveram origem nas “lambretas”, um veículo motorizado de duas rodas no qual o condutor coloca suas pernas para a frente de seu tronco, sobre uma plataforma, em vez de para os lados, como ocorre nas motocicletas.

  3. A Gazeta - p5tlvtv04
    03

    Motocicletas

    É a categoria que engloba a maioria dos veículos de duas rodas. Para os iniciantes, são recomendados os modelos mais simples – como a Honda CG 160, o veículo motorizado mais vendido do país – e sua concorrente Yamaha Factor/Fazer 150. Motocicletas oferecem robustez e conforto para qualquer tipo de uso, seja em longas viagens ou em uso diário no trabalho, por exemplo. Todas têm em comum o uso do manete da embreagem para o acionamento das marchas, normalmente feitas com o pé esquerdo em uma alavanca.

A Gazeta integra o

Saiba mais
motocicleta Honda Yamaha

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.