ASSINE

Geovanna Santos deixa a disputa por conjuntos e passa para o individual

Capixaba que representou a Seleção Brasileira de conjunto nas Olimpíadas de Tóquio, anunciou em suas redes sociais que vai em busca de novo objetivo

Publicado em 31/08/2021 às 21h29
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
Geovanna Santosfez parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip. Crédito: Vitor Jubini

Fim de um ciclo e início de outro. Essa foi a mensagem que a ginasta Geovanna Santos deixou no início da madrugada desta quarta-feira (31) nas suas redes sociais. A capixaba, que esteve presente no quinteto brasileiro que disputou a competição de ginástica rítmica por conjuntos nos Jogos Olímpicos de Tóquio, anunciou sua despedida da seleção e revelou que direciona agora  sua carreira para a categoria individual. 

"Hoje me despeço da seleção brasileira de conjuntos, e retorno novamente ao meu novo objetivo, que é se dedicar ao individual, podendo representar meu país pela seleção brasileira individual. Sei que não foi fácil chegar onde cheguei. Vendi docinhos, empadas, fiz livro de ouro para poder me manter no esporte e representar meu país, e não me arrependo de nada. Se for para fazer novamente farei, pois, agora vou em busca de novos sonhos, novos objetivos e novas conquistas", afirmou a atleta em trecho de sua postagem no Instagram. 

Geovanna também agradeceu todas as pessoas que fizeram parte de sua jornada, que culminou em sua participação nas Olimpíadas. "Agradeço a todos que me apoiaram, em especial a tia Margareth que sempre esteve comigo, batalhando para que eu pudesse realizar meus sonhos. Minha eterna gratidão a Camila e a Bruna pelos ensinamentos, pela oportunidade de realizar meu sonho, e poder representar o meu país da melhor forma possível. Durante esse 1 ano e 2 meses dentro da seleção, foi um ano incrível, cada dia que passei aqui junto com vocês, só me fez crescer mais como pessoa e como atleta", pontuou.

DESEMPENHO EM TÓQUIO

Geovanna Santos fez parte do quinteto brasileiro ao lado de Duda Arakaki, Beatriz Linhares, Nicole Pircio e da também capixaba Déborah Medrado. O Brasil terminou a prova no 12º lugar geral, entre as 16 seleções, e não conseguiu se classificar para a disputa por medalhas.  

Após a competição, Geovanna se mostrou feliz em realizar o sonho de disputar uma Olimpíada. “Meu sentimento é de gratidão, realização de um sonho. Desde pequena eu falava que queria estar na seleção e que o meu maior sonho era disputar as Olimpíadas. Eu acredito que a Olimpíada é o ápice de qualquer atleta de alto rendimento. E poder realizar esse sonho com esse time é incrível é uma realização. Estou muito feliz", vibrou em Tóquio.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.